Em Busca da Verdade    (Mediunidade)
Aceitando a Mediunidade
por Gustavo Martins

|Introducao | Mediunidade e Médiuns | Despertamento | Aceitando a Mediunidade |
| Aprimoramento ou Desenvolvimento | Mentor ou Guia | | O Trabalho do Médium |

4. Aceitando a Mediunidade

Depois dos primeiros indícios do afloramento da mediunidade os médiuns menos teimosos buscam auxílio com pessoas mais experientes, sejam outros médiuns ou estudiosos do assunto.
MUITO CUIDADO NESSE MOMENTO, todo o trabalho de preparação montado pelos mentores pode desmoronar porque a pessoa que foi falar com o médium é um radical ou alguém que usa o contato com o plano espiritual para obter benefícios próprios.

Depois de aceitar a mediunidade o médium deve ter paciência, embora seja difícil porque muitas vezes está desesperado com as sensações mediúnicas. Contudo, querendo ou não ele deverá esperar, porque o alívio será gradual e o controle somente ocorrerá depois de algum tempo de aprimoramento.

Vamos abordar algumas dúvidas comuns para os que sentem sua mediunidade aflorar de forma descontrolada.



4.1 – Não adianta fugir ou fingir, você sempre terá essas sensações.

Mediunidade é uma aptidão, o médium foi preparado antes de nascer para obter uma sensibilidade que está além do seu estado evolutivo, seu corpo astral e etérico estão preparados para comunicação (de acordo com o tipo de mediunidade) com o mundo espiritual, por isso não adianta achar que “aquela sensação” não acontecerá novamente.

O estudo e aprimoramento são importantes porque o médium passa a entender suas sensações (perde o medo) e também a manter contato com espíritos superiores, que trazem sensações suaves e agradáveis. Falaremos mais sobre esse assunto no item 5.

Alguns médiuns são afastados do trabalho mediúnico quando chegam a idade avançada, já que existe um desgaste físico, principalmente em reuniões de desobsessão. Nesses casos o médium cumpriu seu “mandato” mediúnico, sendo sempre auxiliado por seu mentor.

Allan Kardec fala sobre o assunto no Livro dos Médiuns:

"Para isso, em vez de pôr óbices ao fenômeno, coisa que raramente se consegue e que nem sempre deixa de ser perigosa, o que se tem de fazer é concitar o médium a produzi-los à sua vontade, impondo-se ao Espírito. Por esse meio, chega o médium a sobrepujá-lo e, de um dominador às vezes tirânico, faz um ser submisso e, não raro, dócil. "


4.2 – Não adianta fazer "trabalhos" para "fechar" a mediunidade.

A aptidão do médium é um presente dado por Deus, é uma oportunidade recebida para acelerar sua evolução espiritual e ao mesmo tempo auxiliar os irmãos que sofrem na Terra.
Não é possível que espíritos ajam contra a vontade do Pai, retirando a mediunidade.

Os trabalhos podem isolar temporariamente o médium ou colocar um espírito "de guarda" para que ninguém se aproxime (isso só funciona para espíritos inferiores), contudo, cedo ou tarde o médium sentirá novamente o contato com o mundo espiritual, muitas vezes de forma mais agressiva ou intensa do que tinha anteriormente.

Existem casos em que o médium é muito novo ou por algum motivo excepcional pede que seja temporariamente atenuada sua sensibilidade para que no futuro ela possa desenvolver sua faculdade com segurança e harmonia. Isso pode acontecer, contudo, é raro e é necessário autorização dos espíritos superiores.

Não adianta orar e pedir que isso aconteça devido a problemas egoístas, isso não vai adiantar, embora o médium não lembre, foi ele solicitou a mediunidade.

4.3 – Nunca, vou repetir, NUNCA pague a médiuns que se dizem terapeutas para desenvolver sua mediunidade. Não existe personal espiritual trainer

Escrevo esse tópico com minhas próprias lembranças.

Assim como aconteceu comigo, alguns médiuns ficam desesperados quando a sua mediunidade aflora e morrem de medo de ir ao centro espírita porque acham que quando colocarem o pé nessas casas vão começar a gritar e cantar, perdendo o controle sobre si mesmo.
Isso não é verdade, aliás, muito pelo contrário, como falamos em artigos anteriores uma casa de trabalhos espirituais é protegida por espíritos que não permitem a entrada de quem não é desejado.

Bom, pelo motivo citado acima muitos procuram (como eu fiz) alguém que possa ajudá-lo, e, muitas vezes acabam caindo em "consultórios" de médiuns que chamamos de mercenários ou interesseiros, porque cobram pelos dons espirituais que possuem.

Esses médiuns não são indicados para acompanhar o aprimoramento mediúnico e não devem ser seguidos porque ao seu lado estão falanges de espíritos ainda despreparados para tarefas de tão grande responsabilidade. Alguns podem até ter algum conhecimento espiritual, mas não tem o grau de evolução suficiente para guiar um médium em sua tarefa espiritual, os mentores da Umbanda e de Centros Espíritas se especializam em auxiliar médiuns, além de possuírem um grau de evolução que lhes permite um contato mais puro com o Pai, desprovido de interesses próprios.
Os médiuns interesseiros são subjugados por essas falanges que só ajudam quando existe algum interesse envolvido. Alguns não são maus, contudo, ainda são egoístas e interesseiros.

Volto a dizer, lugar de médium se tratar é no Centro Espírita ou Templo de Umbanda, primeiro participando do tratamento e palestras, depois estudando e finalmente, se assim desejar, iniciando o aprimoramento mediúnico para utilizar sua aptidão em favor do próximo.


4.4 – Terrorismo Espiritual: "Ihhh... É médium... TEM QUE TRABALHAR!!"

Infelizmente muitos médiuns esquecem de como chegaram ao centro que hoje freqüentam, é muito humano o esquecimento, a vaidade, o orgulho, a sensação de superioridade.
Por terem encontrado no trabalho espiritual uma fonte de luz acreditam que essa é a solução, se trabalhar espiritualmente o seu problema acaba.

Esquecem que o médium descontrolado que pede ajuda está massacrado pelo mundo espiritual (para ele o astral inferior é o mundo espiritual, ele só conhece o que sente) e o querido amigo médium fala para ele que ele tem que trabalhar....???!!

Tenhamos um pouco de sensibilidade e humildade, uma conversa amiga, um conselho, ouvir o que o irmão precisa falar, é disso que ele precisa.

O médium descontrolado não pode ser obrigado a trabalhar, se o mentor que o acompanha não se faz visível e fala que ele tem que trabalhar então que dirá do médium que o recebe no centro.

Na hora certa ele poderá escolher, porque o trabalho mediúnico tem que ser realizado de corpo e alma, restrições, mudanças, muita força de vontade, coragem, perseverança, etc... Não se pode obrigar ninguém a fazer isso, é uma opção e ela tem que vir de dentro.

Temos a obrigação de aconselhar o estudo, mostrar a importância da freqüência ao centro, falar sobre o Evangelho no Lar, etc.

Existem também alguns que se aproximarão da casa espírita como doadores de energia, sua presença é importantíssima para os trabalhos de cura ou de desobsessão, não é obrigatório que ele se aprimore mediunicamente, seu infinito amor por Jesus é importante para auxiliar nas reuniões.

Cada médium deve trilhar o seu caminho, o mentor estará sempre próximo, fazendo o possível para auxiliar, mas o médium deve fazer as suas escolhas e se responsabilizar por elas, pois caso contrário não terá evoluído.

Muitos querem ser fantoches, mas isso não é a vontade do guia espiritual, seu maior desejo é o crescimento espiritual do pupilo, mesmo que seja mais demorado, difícil e doloroso.

Para aquele que se encontra desesperado com suas sensações mediúnicas peço paciência, confiança e que freqüente uma casa para depois de harmonizado escolher o caminho deseja seguir.

 

4.5 – O melhor lugar para o médium se tratar é em um Centro Espírita ou Templo de Umbanda

Mesmo que o médium em desequilíbrio não deseje “aprender” a controlar a sua mediunidade, ele deve freqüentar um centro para receber o tratamento espiritual. Serão afastados obsessores, ele receberá algumas instruções sobre o que sente e receberá passes de limpeza e vitalização. Com o decorrer do tratamento ele se sentirá mais tranqüilo e poderá avaliar melhor o que está passando.

A grande maioria dos centros SÉRIOS possuem tratamento espiritual, QUE NUNCA É COBRADO e que NÃO OBRIGA ninguém a se tornar médium. O paciente pode freqüentar a casa durante o tempo que desejar, sem ter nenhuma obrigação de se tornar médium, qualquer casa que fale o contrário não deve ser freqüentada, pois ninguém pode obrigar um médium a trabalhar.

As seguintes opções devem ser descartadas para tratamento e aprimoramento do médium em desequilíbrio:

 • "Terapeutas Espirituais" que cobram pelo serviço.

• Aprimoramento mediúnico com um amigo médium ou amigo do amigo que conhece.

É muito importante que o médium freqüente uma casa espírita, mesmo que opte por não fazer parte do corpo mediúnico. Sua hipersensibilidade precisa de ambientes que o acalmem e que possibilitem o contato com energias superiores.

O contato com a natureza, banho de mar, cachoeiras, lugares silenciosos e arejados são de grande importância para manutenção do padrão vibratório do médium.

Para visualizar o primeiro artigo da série sobre Mediunidade - A Mediunidade e o seu Despertar - clique aqui

Para visualizar o terceiro artigo da série sobre Mediunidade- Desenvolvimento e Aprimoramento da Mediunidade - clique aqui

Para visualizar o quarto artigo da série sobre Mediunidade- Mentor ou Guia Espiritual - clique aqui

Para visualizar o quinto artigo da série sobre Mediunidade- O Trabalho do Médium - clique aqui

 

Perguntas Respondidas
Assunto: Mediunidade Data : 19/02/2008
Pergunta:

Prezado Gustavo,

Estou lendo seu artigo por indicação de um membro da Casa Francisco de Assis que respondeu a um questionamento meu.´

Bem, no vosso artigo o sr diz que devemos evitar desenvolver a mediunidade em casa e que devemos frequentar casas espíritas, principalmente se somos perturbados por essa faculdade.

A dúvida que me surgiu no momento diz respeito ao estudo "esotérico-místico" que é relacionado pelos estudantes de uma organização rosacruciana conhecida como amorc. A propósito faço esses estudos. Embora a amorc não seja uma instituição espírita, acredito que seus exercícios feitos no lar enquadram-se naquelas práticas que acabam fazendo aflorar certa mediunidade. No meu caso, já manifestava certo grau, ou melhor, certa tendência para a mediunidade atntes de ingressar nos estudos místicos rosacrucianos.

Como devemos nos posicionar então? Não seriam prejudiciais esses exercícios? Devo parar com os mesmos? São benéficos do ponto de vista espírita?

Faço essas perguntas estando consciente que o aperfeiçoamento moral é muito mais importante senão o essencial para o desenvolvimento espiritual.

Grato e com votos de Paz!

Resposta:

Desculpe a demora pela resposta, tive que consultar minha querida irmã Narcí para dar uma resposta que realmente o ajudasse.

A resposta dada por ela foi a seguinte:

"Não existe nenhum risco nos execícios que ele realiza preconizados pela Amorc. Realmente podem aumentar a sensibilidade mediúnica, mas não prejudicam, nem ocasionam o risco de uma obsessão."

Contudo, questionei os casos em que o tipo de mediunidade é de incorporação (psicofonia), também conhecida como mediunidade de caridade pelos espíritas.

A resposta foi a seguinte:

"Se ele tiver esse compromisso o desconforto que sentirá em decorrência desta mediunidade o levará certamente a procura um centro Espírita."

Concordamos que nesse caso existe a necessidade de frequentar um centro espírita, pois assim aquele que se comprometeu com você para utilizar essa aptidão em favor do próximo se aproximaria.

Ele é o responsável por proteger você contra a carga excessiva de energias negativas que entra em contato por causa da "porta" que possui com o mundo Astral.

Não acho que deveria abandonar o estudo rosacruciano que tanto gosta, afinal o trabalho mediúnico não é escravidão e como você mesmo disse o principal é o aperfeiçoamento moral.

Os médiuns de caridade precisam da proximidade do guia, e o trabalho faz com que ele aprenda a controlar sua mediuniade e se equilibrar.

Aconselho você a ler a obra da querida amiga Narci que está no site do Grupo PAS, o Título é Mediunidade e Médiuns. O tópico sobre incorporação deve ajudar a entender melhor o que estou falando.

O nome da coluna dela é Páginas de Luz.

Lembre-se que você deve seguir o seu coração, muitas vezes achamos que estamos fazendo o certo e a vida nos chama a repensar o nosso caminho, devemos ser como o rio, que não para diante do obstáculo, ele os circunda, sempre seguinto o fluxo da expansão.

Aqui buscamos humildemente responder seus questionamentos, com as pequenas frestas de luz que possuímos.

Espero que alcance a paz e auxilie muitos irmãos.


Assunto: minha mediunidade Data : 19/11/2008
Pergunta:

Há até pouco tempo eu frequetava um Centro Espirita Daimista,acontece que a entidade que a medium recebia me falava coisas totalmente contrarias a Alan Kardec,me aconselhou a não ler livros espiritas.Além disso,tinha vezes que eu saia de lá pior.Queria conselho´porque quando chego perto de algumas pessoas ,em alguns lugares "pesados" sinto muita dor no peito,fico gelado,tremendo,com dores no estomago.O eu faço?

Resposta:

Você deve realizar tratamento em um centro sério, onde não se cobra pelo tratamento e não há morte de animais.

Um centro que não indica a leitura das obras de Allan Kardec não pode ser considerado sério, pois O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns são obras básicas para se iniciar o estudo do mundo espiritual e da mediunidade.

Não importa a linha que você vai seguir, deve-se ler as obras de Allan Kardec para evitar a fascinação e obsessão.

Depois de realizar o tratamento espiritual e assistir palestras você deve ingressar no aprimoramento mediúnico para aprender a lidar com a proximidade de energias negativas, pois tudo indica que você atrai essas energias e não está preparado para lidar com elas.

Conforme você iniciar o estudo e "afinar" sua mediunidade as sensações desagradáveis vão diminuir e você aprenderá a lidar com elas quando ocorrerem.

Mas lembre-se, isso não acontece da noite para o dia e é muito importante manter o equilíbrio e se optar por trabalhar a mediunidade que ela seja dedicada ao próximo, sem nada cobrar em troca.


Assunto: mediunidade Data : 04/06/2009
Pergunta:

Olá... Bem, n vou fazer muitos rodeios....sou uma médium descontrolada e nesse momento estou sentindo muitos sintomas.... moro em uma cidade pquena do sul, infelizmente n estou podendo frequentar nenhuma casa espírita, pois tenho aula todas as noites....N sei cmo fazer para me aprimorar, quero muito ajudar aos outros e tb me ajudar pois estou sofrendo um bocado com algumas senssações ruins....o q devo fazer??

Resposta:

É muito importante para um médium, principalmente os "instáveis" frequentar semanalmente um centro espírita, mesmo que não estejam trabalhando.

No seu caso faça o seguinte:

1 - Evangelho Semanal, sempre no mesmo dia e hora.

2 - Jamais deixe acontecer fenômenos mediúnicos em seu ambiente doméstico

3 - Faça o possível para frequentar no final de semana o centro espírita, quase todos possuem reuniões sábado ou domingo.

4 - Cadastre-se para realizar um tratamento espiritual conosco.

5 - Busque dedicar algum tempo semanal para estudo. Leia as obras de Allan Kardec e Chico Xavier com André Luiz.


Assunto: sintomas de mediunidade. Data : 15/09/2009
Pergunta:

Caro amigo, desde muito nova tenho sensibilidade para ouvir e ver coisas que as pessoas nao veem.Atualmente, ja bem adulta,e com muitas experiencias mediunicas em sonhos, como premonicoes,e outras conscientes, como saber que algo vai acontecer de muito grave e acontece mesmo, olhar para algumas pessoas que nem conheço e saber toda as aflicoes dela, sonhos em que encontro minha filha ja falecida, meus pais, avós e conversamos. Tambem vejo vultos constantes em casa, ruidos, pessoas que me chamam constantemente pelo nome. Perfumes intensos pela casa. Mas, o que mais me preocupa é uma sensacao de angustia ao entardecer, uma sensaçao de que nao estou no meu mundo, meu lugar, algo que parece que vai explodir em minha alma..Gostaria muito de poder entendere o que devo fazer para aliviar tantas sensaçoes desse meu espirito..

Resposta:

Pelos seus relatos você possui a mediunidade bastante aflorada, contudo, é necessário estudo, disciplina e aprimoramento para conseguir conviver bem com a mediunidade.

Você deve frequentar um centro espírita sério, e inicialmente passar pelo tratamento, posteriormente ingresse no grupo de estudos e aprimoramento mediúnico, a proximidade de médiuns mais experientes e o estudo, além do contato com mentores espirituais "acalmarão" sua mediunidade, canalizando o seu potencial para auxiliar o próximo.


Assunto: Mediunidade de incorporação Data : 22/10/2009
Pergunta:

Porque a maioria e contra aos mediuns traba-

lharem nos passes por entidades incorporadas sendo estas de Luz,praticando a caridade a irmãos necessitados.

E ainda outros acham que este tipo de trabalho não deve haver publico presente.

Resposta:

O passe incorporado é praticado na Umbanda, mas no espiritismo não é comum.

Não creio que esteja certo ou errado o passe incorporado, simplesmente são trabalhos que abordam o contato com a espiritualidade superior de forma diferente, esse é o meu ponto de vista pessoal. Participar de um ou outro grupo é questão de afinidade, o importante é não fazer o mal, não cobrar pela ajuda e não sacrificar animais.

Temos um artigo em nosso site que fala sobre a História da criação da Umbanda, vale a pena conferir esse lindo texto.

Os trabalhos de passe são abertos ao público, mas os trabalhos de desobsessão são, na sua maioria, fechados para o grupo mediúnico, o motivo é o constrangimento e o medo que participantes não preparados podem passar, pois o médium ligado ao obsessor pode relatar fatos constrangedores ou provocar o medo na pessoa obsediada.

Eu pessoalmente acredito que as reuniões de desobsessão devem ser fechadas e somente médiuns, doutrinadores e passistas devem participar, mas, como informei anteriormente, existem casas que fazem as reuniões abertas.


Assunto: Mediunidade Data : 08/04/2010
Pergunta:

Olá, meu caso é bem parecido com o descrito no texto, comecei muito cedo, minha mãe é mãe de santo de um terreiro de umbanda, e ela fez um trabalho para suspender temporariamente meus santos, porém hoje sinto algumas coisas de vez em quando, hoje estou com 32 anos e sinto vontade de desenvolver meus guias para ajudar as pessoas. A pergunta é: será que tem algum jeito de fazer com que eles encostem em mim de novo? quero muito desnvolver e fazer caridade. Espero o contato de vcs. Obrigado!!!

Resposta:

Querido irmão,

espíritos mentores não "encostam", eles se aproximam e auxiliam em trabalhos de amor e caridade, independente de haver manifestações mediúnicas.

Os espíritos amigos estão onde há o amor e a bondade.

Estude O Livro dos Espíritos e os Livros dos Médiuns, desenvolva o amor no coração e busque ajudar o próximo, não buscando somente a mediunidade, mas também a palavra amiga e o ombro consolador.


Assunto: Sintomas Data : 07/06/2010
Pergunta:

Estou no segundo ano do estudo da doutrina espírita. Desde ontem à noite estou sentindo sensações muito estranhas, como se estivesse sentindo sempre um "arrepio" na boca do estômago, náuseas, calafrios, insônia. Li o evangelho, melhorei, mas continuo sentindo os mesmos sintomas, porém em menor intensidade, sinto como se algo fosse acontecer a qualquer momento, mas não sei o que. Isto pode ser uma obsessão ou algum alforar mediúnico? Detalhe: há duas semanas consegui implantar o evangelho no lar em minha casa, e desde então coisas não muito agradáveis aconteceram (fui assaltada, minha tia teve o cartão clonado, meu amigo que frequenta em casa foi assaltado também. Pode ter algo haver?).

Obrigada e desculpe-me por ainda estar com tantas dúvidas, pois tenho um longo caminho ainda a trilhar.

Tatiana

Resposta:

Olá,

mudanças em sua rotina que afetam os interesses de obsessores podem gerar problemas, os espíritos trevosos tudo fazem para levá-la a crer que a frequencia ao centro espirita, a obra de solidariedade ou o Evangelho no Lar estão trazendo estes problemas e se você parar as atividades "espiritualmente saudáveis" eles darão uma trégua, mas em breves momentos voltarão a exercer a obsessão, como sempre fizeram.

Tenhamos fé em Jesus, no seu caso realize a leitura do Evangelho ao acordar e adormecer, faça da oração a companheira diária da família, faça uma prece antes de sair de casa, pelo menos durante o período inicial.

Solicite também no centro espírita que frequenta a participação no trabalho de desobsessão.


Assunto: Muitas dúvidas Data : 05/07/2010
Pergunta:

Caro Gustavo

Há cerca de 1 ano e meio me falarm num centro que eu tenho mediunidade e que teria um dia quer por roupa branca,frequento este centro há um ano e meio,lá eu me sinto calma e muito tranquila,mas vejo coisas em determinados "médiuns" que me irritam,parece que algo diz no meu ouvido: estão fingindo,estão apenas fazendo teatro...mas por sua vez eu confio muito na dona do terreiro,mas uma amiga minha frequentou a casa por um ano e um dia disseram para ela que tudo que ela vem ouvindo á um ano não ia mais acontecer!!!

Eu sou um ponto de interogação com pernas,estou sempre questioando as coisas,e meu dia perfeito é estar em meio a natureza,com os pés na cachoeira,numa trilha de mato,mas por outro lado eu tenho um lado muito infantil,eu tenho 30 anos,mas as vezes eu me retraio como se tivesse 3 anos,se brigam comigo eu choro muito para depois tomar decisões e sou muito apegada a coisas da minha infancia.

Uma amiga minha disse que eu tenho a companhia de um espirito bem novinho,uma criança que tomou como missão cuidar de mim,que esta ao meu aldo por que gosta de estar comigo e não por obrigação.Estou muito confusa sabe...estou numa emcruza onde existem 3 placas,umbanda,kardecismo,esqueçe isso tudo e apenas viva

Ficarei muito grata se você puder me dar alguma luz,muito obrigada,seu artigos são muito bons

Resposta:

Obrigado pelo carinho,

Querida irmã,

acredito que no seu caso você deve buscar o estudo da doutrina espirita através dos livros de Allan Kardec, principalmente O Livro dos Espíritos e o Livro dos Médiuns, isso independe da sua escolha, nada impede que você mantenha-se ligada a Umbanda e estude pelo menos essas duas obras. O mais importante na mediunidade é não cobrar pelo que faz e não sacrificar animais, lembre-se sempre disso.

O estudo permitirá a aqueles que guiam o seu caminho introduzir reflexões e ajudá-la nas decisões que tomará. Além disso introduza o Evangelho Semanal no Lar, prática obrigatória para os médiuns, harmonizando o seu lar e evitando a presença de espíritos perturbadores.

O caminho do médium não é fácil querida irmã, é uma estrada com muitas curvas, aclives e declives, a sensibilidade espiritual deve ser canalizada para o bem, de forma que a influência espiritual seja positiva para a evolução do médium e ao mesmo tempo auxiliando aqueles que a buscam.

O nosso querido Chico Xavier é o exemplo sublime da mediunidade aplicada ao serviço dos irmãos sofredores, leia também sobre sua vida e colherá ensinamentos positivos.

Que a luz do Cristo ilumine sempre o seu caminho.


Assunto: mediunidade Data : 08/07/2010
Pergunta:

Olá! estou frequentando um Centro espirita, e na minha primeira presença no estudo do evangelho e depois a pratica de mediunidade, o medium que trabalha, pediu que eu me juntasse a mesa de psicografia junto a tres mulheres que ja psicografavam. No entanto eu ja esperava que fosse acontecer isso, e fiquei muito nervosa e ate mesmo surpresa, o que eu consegui escrever foi so rabiscos! e acho que a letra C e "Em", mas totalmente inconscinte!

Eu não participei da outra sessão, entãouma moça que estava psicografando (minha amiga), resebeu uma mensagem para mim!! Para eu n desistir e ter paciencia!

Mas eu tenho certeza que se eu for novamente, não conseguirei!

Poderia me dar um conselho!? Se possível!?

Eu estou meio confusa, em que acreditar!!

Muito obrigada pela atençã!

Resposta:

Olá,

sua amiga está certa, a mediunidade exige paciência, disciplina, força de vontade, estudo e fé.

Se você for a reunião acreditando que fracassará então realmente isso acontecerá, pois você não conseguirá estabelecer uma conexão com o seu mentor.

Compreenda que existe um processo de afinização e preparação que não é curto, exige treino, e como disse, estudo, você deve ler o Livro dos Espíritos e também o Livro dos Médiuns, pois dessa forma perderá o medo e compreenderá um pouco mais sobre o contato com o mundo espiritual e o físico.

Existe também o livro de André Luiz com Chico Xavier "Nos Domínios da Mediunidade", aconselho também a sua leitura.


Assunto: desenvolvimento Data : 08/07/2010
Pergunta:

o que o medium deve fazer e pensar,no seu momento de desenvolvimento (girador)para poder receber o espirito,ainda mais se a materia do medium ainda não esta totalmente preparada por causa do medo!!

Resposta:

Enquanto houver medo e desconfiança a ligação será fraca.

O estudo das obras espíritas, principalmente O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns evita o "medo", fazendo você compreender um pouco mais sobre como é realizado o contato entre os espíritos e o médium.

Compreenda que não importa a linha espiritualista que frequenta, a leitura das obras básicas do espiritismo é muito importante para evitar problemas sérios no desenvolvimento mediúnico.


Assunto: mediunidade Data : 10/07/2010
Pergunta:

Oi estou desenvolvendo minha mediunidade no centro espirita de alan kardek,tenho sensações também,mas o que eu mais procurei o centro espirita é porque a minha vida material não vai pra frente.Sofro com isso pra mim tudo é muito dificíl será que é porque eu estava negando a minha mediunidade?

Resposta:

Não podemos ligar a prática da mediunidade à benefícios materiais, contudo, a obsessão pode sim estar ligadas a dificuldades materiais, pois tudo que a desequilibra é fator positivo para os espíritos que desejam obsediá-la.

Tenha paciência e pratique a mediunidade com amor e sem interesse de retorno, de qualquer tipo, pois como nos informou Jesus devemos buscar os tesouros do espírito e tudo mais nos será dado por acréscimo.


Assunto: Artigo Data : 11/07/2010
Pergunta:

Gustavo, acho que voce deveria rever seu artigo. Eu acho muito melhor consultar um terapeuta medium com experiencia do que virar cobaia em centros espiritas ou casas de umbanda, que deveriam ajudar os mediuns, mas pelo menos na minha cidade, não ajudam e só pioram o problema. Acredito que cada pessoa encontra a ajuda que precisa e voce esta errado em criticar os terapeutas. Eu melhorei muito com a ajuda do meu. Abç

Resposta:

Olá,

não lembro de ter criticado terapeutas, muito pelo contrário, acredito muito nos benefícios do tratamento psicológico aliado a tratamentos espirituais, sempre surtem efeito positivo.

Se por algum motivo dei a entender isso no texto então envie através deste canal o trecho que fez com que você achasse isso.

Em todo tratamento espiritual realizado a distância ou em centro espírita é aconselhado a manutenção do tratamento médico ou terapêutico, são atividades complementares.


Assunto: Mediunidade Data : 21/07/2010
Pergunta:

Em primeiro lugar quero agradecer-lhe por partilhar conosco informaçoes tao importantes. Em segundo lugar, explicar-lhe um pouco a minha situaçao. Ha 3 anos fui a minha primeira consulta num cartomante que me disse que eu tinha aptidoes mediunicas, depois disso consultei outras pessoas que me disseram o mesmo. Sou e sempre fui uma pessoa hiper-sensivel, e ja a uns 7 anos (actualmente tenho 21) que certas sensaçoes teem vindo a piorar : angustia, medos inexplicaeis,depressao, panico, pesadelos, sensaçao de nao estar sozinha,etc. Tenho sofrido imenso mas estou num pais estrangeiro e nao sei se onde e como encontar um dos tais centros espiritas serios de que o senhor fala. Muito obrigado e tudo de bom para si.

Resposta:

Olá,

nesse caso você pode participar do nosso tratamento espiritual a distância ou também o realizado pela Fraternidade Francisco de Assis - Casa de Bezerra de Menezes - http://www.franciscodeassis.org.br

No site da fraternidade também é possível participar do Centro de Estudos Espirituais a Distância.

Os seus sintomas parecem indicar uma obsessão, por isso você deve incluir na sua rotina:

1 - Prece diária, ao acordar e adormecer.

2 - Evangelho Semanal no Lar, sempre no mesmo dia e hora

3 - Leitura Edificante, você pode começar com O Livro dos Espíritos, existem versões em pdf par download na internet caso não possa adquirir no País que reside.


Assunto: felicidade na infelicidade? Data : 12/08/2010
Pergunta:

teria como ser possivel uma pessoa ou espirito, achar a felicidade na infelicidade? ter prazer sofrendo?assim como os masoquistas fazem em vida? as vezes acho que sou assim. e me preucupo porque nao consigo me barrar das coisas ruins por nao temer as consequencias . responda me com verdade e urgencia, obrigada!

Resposta:

Não é possível uma pessoa ser feliz se ela se encontra desequilibrada. Aquele que deseja o mal para si ou para o próximo não pode estar equilibrado, pois esse sentimento não expressa o AMOR e a Paz, sentimentos nobres que expressam o equilíbrio que o espírito se encontra.

Muitas almas que se sentem culpadas acabam por desejar o sofrimento para si, imaginando que dessa forma podem quitar suas dívidas com a consciência culpada, porém, enganam-se e acabam por piorar a sua situação espiritual.

Sofrimento e dor indicam necessidade de mudança, sendo necessário ajuda especializada e apoio espiritual.


Assunto: Duvidas/Mediunidade Data : 22/08/2010
Pergunta:

Olá amigo Gustavo,que a paz do senhor jesus cristo esteja conosco hoje e sempre.

Bem,minha historia é meio complexa.(ao menos para mim =p)

estou na faixa de meus 18 carnavais,minha familia materna dividi-se entre catolicos e evangelicos

e minha familia Paterna e dividi-se entre umbandistas e espiritas (que missigenação não é ? xD)

durante minha infancia frequentava a igreja catolica,apesar que nunca me senti tocado pelos seus dogmas e preceitos.

a pouco tempo lembrei-me que quando criança na faixa dos 6 anos +/- minha tia havia me levado uma ou duas vezes ao centro espirita que hoje frequento a 1 ano.

quando meus pais divorsiaram-se quando eu tinha 10 anos,parei de ir a igreja,e passei alguns anos sem pensar em coisas religiosas...

quando tinha 15 anos,vendo meu gigantes gosto por livros,uma amiga professora me deu de presente 2 livros espiritas, o ala 18,e o laços eternos...

Gostei muito de ambos,mesmo assim não dispertaram meu interesse pelo espiritismo.

passado certo tempo,me reuni com 2 amigos para fazer uma pesquisa sobre o povo Celta,pelo fato de haver uma carencia em nossos livros escolares sobre povos europeus pre-Romanos...

no meio da pesquisa,li um texto que citava o sr.Alan Kardec como tendo sido um Druida (que non deixa de ser Celta tbm)

e isso me chamou muito a atenção,de tal forma que comecei a pesquisar qual seria a ligação...

quando percebi já havia me distanciado da pesquisa original e havia me entregado a outra,comecei a ler sobre ele,e a codificação...

então resolvi perguntar a minha tia se poderia ir com ela ao centro (o mesmo que 10 anos antes já havia visitado,e não lembrava)

fui justo no dia de consulta,me passaram um tratamento de desobcessão...

e outras consultas se sucederam com o passar dos meses,alguns dando desobcessão e outras não.

passei a frequenta-lo e a fazer parte dos estudos e do grupo da mocidade.

e ''coisas estranhas começaram a acontecer''...ou...possa ser que só a partir daí que comecei a prestar a devida atenção nelas...

me convidaram a ir tambem a um certo evangelio no lar na casa de uma senhora muito amiga de minha familia,em dada visita,uma das mediuns deu um sorriu e disse que mais um trabalhador estava se formando,deu-me um abraço e me aconselhou a me dedicar muito as leituras e estudos.

uffa

depois dessa introdução dizer-lhe-ei ''as coisas estranhas que vem acontecendo''...

Creio que esteja me tornando uma esponja,muito sensivel as coisas que me cercam.

como tenho o costume de sempre antes de me recolher ler o evangelio,sinto como se algumas pessoas ficassem a minha espera,para lerem comigo.

as vezes quando chego em casa,me dá uma alegria enorme.

as vezes me dá uma angustia tambem enorme,ou um medo que não consigo indentificar a causa.

algumas vezes tenho a impressão de ver pessoas chorando angustiadas ou sorridentes e quietas a meditar em determinado canto da casa...

essas coisas naum acontecem sempre mas quando acontecem deixam-me uma impressão muito forte e ofensiva.

como da primeira vez que aconteceu...

eu havia acabado de chegar em casa,vinha do curso alegre e apressado porque iria me organizar para sair.

mas quando entrei em casa,me veio um mister de sentimentos,vontade de chorar e uma angustia sem nome.assustei-me quando tive a impressão de ter visto alguem jogado no chão chorando.

mas dei de ombros e fui tomar banho.

durante o banho a angustia só fazia crescer e quando menos percebi estava chorando.

fui ao meu quarto e recorri a prece.

pede para aquela criatura que se levantesse e vinhesse ler o evangelio comigo,do canto ele não saio.passado um tempinho senti que ele tinha decidido ler tambem,quando abri o evangelio,caio justo em preces por um suicida.depois da leitura,tentei conversar e conforta-lo...no final senti que meu guia havia levado ele para receber ajuda...

mas fiquei meio disnortiado,ainda com impressões ruins.

tento sempre me acalmar,mas nem sempre concigo,as vezes fico com medo e sem coragem de abrir o evangelio e acabo indo dormir assim com essa impressão.

é horrivel...

gostaria de saber se o amigo poderia me dizer umas palavras de conforto,me indicar algum livro para leitura ou algo assim...

quando faço consulta,o medium sempre me diz pra procurar algum trabalhador do centro pra conversar.

Só que nunca encontro nenhum que não esteja ocupado

e fico sem jeito pra interrompe-los com indagações

enfim

Desculpe por escrever texto tão gigante

agradaço por qualquer forma de ajuda amigo

bem hajas...

Resposta:

Existem certos conhecimentos que somente a prática poderá ensiná-la.

Ao que tudo indica você é médium e precisa participar do aprimoramento mediúnico em um centro espírita SÉRIO para aprender a lidar com essa faculdade.

Conforme você for "exercitando" ficará mais próxima do seu mentor, que lhe ajudará a prosseguir na caminhada, evitando as sensações desagradáveis, mas você terá a sua parte de responsabilidade, utilizando a mediunidade para o bem do próximo e praticando a caridade você entrará em outra faixa de vibração, evitando o contato com as energias negativas que a rodeiam.

Continue estudando, mas dedique-se a caridade ao próximo, não só na mediunidade, mas no pão que alimenta e no carinho que consola.

Com o tempo você compreenderá o que estou falando, mas é preciso iniciar a caminhada na solidariedade e no exercícido da mediunidade em benefício do próximo.

Veja o filme e leia os livros sobre Chico Xavier, ele é o exemplo de todos aqueles que encarnam com a tarefa de exercer a mediunidade.


Assunto: mediunidade Data : 08/09/2010
Pergunta:

Olá tenho uma grande dúvida que gostaria se possivel que me respondesse,conheço a doutrina espírita a 20 anos e a 5anos venho estudando em um centro espírita, agora estamos estudando a doutrina e no final da aula fazemos trabalhos mediunicos, minha duvida é:quando saimos do trabalho e vamos para casa levamos alguma coisa com a gente, minha preocupação é porque tenho filhos pequenos e não gostaria que fossem afetados com isso, as vezes tenho vontade de desistir por causa desse medo, mas amo a doutrina e minha mediunidade acalmou muito, me eduquei mediunicamente.

desde já agradeço a atenção..

Resposta:

A companhia que você "fortalece" em um centro espírita caso siga as recomendações de oração, disciplina e vigilância é a do seu mentor, que muito te ama e faz de todo o possível para ajudar a você e sua família.

Os Médiuns que seguem o caminho da reta conduta e cumprem suas obrigações morais

e espirituais possuem uma proteção própria, além da que recebem dos amigos espirituais da casa que frequentam.

Eles não estarão isentos de dificuldades, mas abrindo o coração em prece poderão sentir as inspirações positivas da espiritualidade superior.

A(s) companhia(s) não estão vinculadas a frequencia ao centro como médium, mas a postura de confiança e fé. Você mostra na sua pergunta fragilidade nesse ponto e será nele que os espíritos invigilantes tentarão retirá-la do local que frequenta.

Caso você opte por desistir de trabalhar como médium então os espíritos obsessores lhe darão um pequeno tempo de treguá, para você imaginar que a melhor opção foi largar o centro espírita, mas... em breve tempo eles voltarão com força total, encontrando um médium sem a devida proteção própria e do seu mentor, pois optou por escolha própria largar a tarefa mediúnica.

Querida irmã, mediunidade é sacrifício, é coragem, é FÉ, é acreditar primeiramente na mensagem consoladora de Jesus e depois nos ensinamentos espíritas que nos mostram que o médium deverá não somente trabalhar, mas se doar, se sacrificar em favor do próximo, para assim pagar com o seu suor os débitos tenebrosos adquiridos em existências anteriores.

Fortalece a sua fé na oração diária, na vigilância dos pensamentos, no Evangelho Semanal no Lar e na solidariedade aos menos afortunados de recursos materiais e espirituais, dessa forma os espíritos inferiores não conseguirão se aproximar da luz que envolverá o seu coração e o seu lar, protegido pela tua conduta reta e caridosa e pelos amigos espirituais que velam por ti.


Assunto: mediunidade Data : 19/09/2010
Pergunta:

Eu sempre tive essa sensação, mas agora tenho tido com mais frequencia, sempre pego influencia (sou esponja) de algumas pessoas ou em ambientes, eu passo muito mal, fico com mal estar no estomago, nauseas, arrepios, sensação de frio, suores e taquicardia,e também me dá um sono incontrolável que demora para eu voltar ao normal, não consigo relaxar, fazer uma prece,já procurei ajuda médica, fiz exames, deu tudo normal, tenho hipertensão mas

está controlado com medicamento.

Isso será que é sinal de mediunidade

Resposta:

É possível, contudo, você deve buscar auxílio em um centro espírita, participando das palestras e tratamento espiritual. Você receberá passes e beberá água fluidificada, o que o ajudará muito nessas sensações desagradáveis.

Depois de reequilibrar-se converse com o responsável do centro, mas tenha calma e inicie primeiramente o tratamento e estudo para depois preocupar-se com o aprimoramento mediúnico.

Depois que você busca o caminho certo as coisas vão se acertando e você compreenderá melhor as "sensações" desagradáveis.


Assunto: dar passividade em casa Data : 26/12/2010
Pergunta:

Gustavo, meu marido é medium mas não é frequentador de nenhuma casa espírita. Sou kardecista e tentei fazer com que ele estudasse sobre o assunto, indicando o curso oferecido pela fraternidade onde vou mas não deu certo. Ele sempre vê e sente espíritos e antes conversava com eles em casa mesmo. Às vezes eu percebia que ele estava "dando passividade" pois seus olhos ficavam fixos e turvos. Quando comecei a estudar a doutrina, há 5 anos, pedi que parasse de fazer estas coisas em casa pois me disseram ser muito perigoso. Gostaria de saber se há perigo mesmo em dar passividade em casa pois meu marido não quer estudar nem frequentar centro espírita ou umbandista. Sendo assim, tenho medo de atrapalhar sua evolução uma vez que pedi pra ele não fazer isto dentro de nossa casa e sim num local mais apropriado.

Obrigada pela atenção.

Resposta:

Você está certa, o ambiente doméstico não deve ser utilizado para fenômenos mediúnicos. No caso dele pode existir uma obsessão, porque ele não gostaria de ir a um centro ou templo para aprender a lidar com a sua mediunidade?

Devemos orar por ele, fazer uma corrente de amor e pedir a Jesus que o ajude a não perder a grande oportunidade desta encarnação.


Assunto: Data : 22/01/2011
Pergunta:

Faz um tempo,que mesmo cansada não consigo dormir.E quando durmo parece que só "cochilei" ou estava fingindo dormir!

Quando estou no trabalho (trabalho na Emergência de um hospital), vivo com frio, dor de estomâgo, irritada e saio toda hora pra fumar, fico brigando com meu namorado por nada.Porém quando saio do estress do trabalho fico melhor,até me arrependo das brigas procurando os motivos pro meu descontrole, porém igual não consigo dormir!Algumas vezes em casa, do nada um medo me invade,parece que tem alguem me seguindo ou me olhando..e do nada tambem isso passa! O que pode ser? Como posso melhorar meus transtornos de humor(se é que são) e dormir melhor? Obrigada desde já. Alline

Resposta:

Olá,

provavelmente você está obsediada. Aconselho procurar um centro espírita sério (temos um artigo que mostra como encontar um centro para frequentar) para participar das palestras, receber passes, beber água fluidificada e solicitar um trabalho de desobsessão.

Você também pode realizar o tratamento espiritual a distância do nosso grupo, basta solicitar em nosso site, mas mesmo assim aconselho frequentar um centro espírita.


Assunto: mediunidade Data : 28/01/2011
Pergunta:

Bom dia

A algum tempo que venho sentindo algumas sensações estranhas como :bocejo,olhos lagrimenjantes sem razão e sonolencia. esses fenomenos ocorrem principalmente em lugares que tem muita gente, perto de algumas pessoas e quando leio a biblia. Gostaria de saber se pode ser mediunidade e se for como devo lidar com esse fenomeno. Obrigada pela atenção.

Resposta:

Olá,

creio que esteja mais próximo a obsessão de espíritos que não desejam que você leia obras edificantes.

Aconselho que inicie a frequencia a um centro espírita, assista a palestas e receba passes, fique um bom tempo na terapêutica espírita e verifique os resultados, lembrando sempre que a melhora não ocorre de um momento para o outro.

Não estou com isso querendo dizer que você não possui mediunidade ostensiva, mas informá-lo que os sintomas não indicam necessariamente uma mediunidade, mas sim a necessidade de reequilíbrio, podendo depois identificar a mediunidade de auxílio ao próximo e mesmo que ela não exista isso não a impede de ajudar, pois existem inúmeras tarefas de auxílio em um centro espírita sério que não exigem a mediunidade ostensiva.


Assunto: Gêmea de vidas passadas sinto a falta dela Data : 08/02/2011
Pergunta:

oi, gostei muito, quando cita para não sacrificar ou usar animais, acredito que o respeita a vida como um todo é o mais importante para qualquer um ser humano seja ele médium ou não! meu problema não é mediunidade, uma vez tive um sonho lúcido aonde um senhor me dizia, As portas estão abertas, depende de você usa-las ou não, quase isso não me lembro certinho, mas eu decidi fecha-las tinha medo, e não queria mais ver aquelas forças negras me atacando nos sonhos, e realmente quando eu me desligue de tudo, aquilo desapareceu, mas depois de um tempo voltou e os sonhos voltaram então um outro senhor me disse, quando te atacarem usa o sinal da cruz isso os afasta, realmente funcionou e eu começei a usar e eles pararam de me atrapalhar pois eu conseguia ver meus sonhos lúcidos com melhorias que antes não tinha pois eles não deixavam, mas as forças negativas nele ainda continuavam grande e me atrapalham as vezes, mas quando decidi ser cética, tudo mudou e não tenho mais sonhos, não tenho mais medo, pois decidi encarar tudo que vinher todo tipo de energia que eu sentir, e toda a alma seja ela negativa ou não eu não tenho mais medo, mas eles paravam não aparecem mais para eu, as vezes sinto energia mas não aparecem mais não sonho mais lúcido só sonhos normais.

Fato é que eu preciso de um TVP, mas todo espirta cobra e eu não tenho dinheiro para pagar, já fui em um centro espirita uma vez mas não me senti bem lá, preciso saber se a minha irmã gêmea é real e aonde ela está, sinto muita falta dela, dor vazio, choro, não posso ver relatos ou gêmeos que o vazio volta e minha vida não anda por causa dela quando sinto-me feliz lembro dela e tudo volta para o começo, tenho medo de ficarmos velhas e nunca a reencontrar, sinto como se o tempo estivesse passando, e eu a perdendo, agora estou desesperada pois pesquiso quilos de paginas na internet procurando ela, e ajuda! não sei se poder me ajudar em algo, vou me sentir bem, a esperança é a ultima que morre!

Resposta:

Olá,

Primeiramente você deve ser informada que um Espírita jamais cobra pelo auxílio espiritual, se alguém fez isso não é espírita e sim um charlatão.

Acredito que você deva ir até um centro espírita sério, se não gostar procure até encontar um que lhe seja agradável, participar do tratamento espiritual, assistir palestras e solicitar um tratamento de desobsessão.

Você está bloqueando as sensações, mas no fundo ainda as sente e não conseguirá evitá-las, a melhor opção é procurar um centro espírita sério e depois de iniciar a sua frequecia procurar o estudo e aprimoramento através dos médiuns mais experientes, que poderão ajudá-la.


Assunto: o que foi isso? Data : 26/02/2011
Pergunta:

Aproximadamente aos 15 anos, começaram a acontecer coisas estranhas comigo, tipo enquanto dormia e sonhava meu corpo ia enformigando e amortecendo e quando me dava por conta apos ouvir um ruido forte(tipo quando se coloca aquelas conchinhas do mar no ouvido) tinha impressao de estava morrendo, porque apartir dai nao sentia mais meu corpo e tendo a impressao de estar flutuando em direçao a outra dimensão, nesses momentos com o pensamento forte em Deus e desejando voltar, apos algum tempo acordava na cama com muito medo e voltando aos poucos a sentir meu corpo e dominando meus movimentos.

Isso aconteceu ate aproximandamente meus 19anos e hj n acontece mais mas sempre ao dormir tenho medo de que isso volte e que vou morrer. CERTA VEZ foi tão profundo, que senti algo tao bom como se estivesse nos braços de Deus e Ele me segurando e passando entendimento de que o motivo da minha existencia era para ser um ponto de equilibrio para minha familia que precisava de direçao e que por sinal sempre foi meio desequilibrada e com muitos problemas. Nao sei porque a vida parece hj tao vazia e as vezes me lembro deste momento especial em que acredito que Deus estava falando cmigo pq até hj nunca mais me senti tao preenchido e tao amado como foi NAQUELA OCASIAO. E ate hj sinto falta de respostas para isso e tmbm n tenho coragem de contar a ninguem pq concerteza seria tachado de louco? Entao por favor alguem tem uma explicaçao para isso? Obrigado.

Resposta:

Sim,

chama-se Desdobramento Astral ou Projeção Astral. Muitas pessoas já sentiram sensações parecidas.

Embora não seja um assunto muito aprofundado por livros espíritas você encontrará no Livro dos Espíritos a base necessária para compreender o fenômeno e chegar a conclusão que não morrerá através dele.

Toda noite nós "saímos" do corpo físico e atuamos no plano astral como um reflexo da nossa vida física, aqueles que buscam se melhorar e fazem o bem ficam ligados a espíritos amigos que os visitam e auxiliam no aprimoramente, enquanto os espíritos que praticam o mal ou ficam ociosos também atuam dessa forma durante o sono. O assunto necessita de estudo para ser melhor compreendido e por isso aconselho a leitura do Livro dos Espíritos de Allan Kardec.

Existem grupos de estudo sobre projeciologia, contudo, você deve ler primeiramente as obras espíritas para obter a base necessária para estudos posteriores.

Se frequentar um centro espírita sério também poderá obter maiores esclarecimentos e explicações que ajudarão a conhecer um pouco mais sobre o fenônemo da projeção ou desdobramento astral.


Assunto: Mediunidade Data : 04/03/2011
Pergunta:

Prezado Gustavo,

Preciso muito de ajuda, comecei a frequentar um centro de Umbanda e me disseram que eu tinha que desenvolver, comecei a participar das giras e incorporar. Foi tudo muito rápido e de repente um dia acordei em estado de pânico e fiquei de cama umas duas semanas, fizeram de tudo comigo, banhos e rituais que não entendo. Nunca havia sentido nada, comecei a sentir apenas quando comecei a participar das giras. Sentia preto velho, caboclo, exuu. Comecei na mais pura vontade de ajudar os outros. O centro acabou e até hoje tenho impressão que vou ficar doida. Comecei a frequentar a SEARA BENDITA aqui em São Paulo e me sinto mais protegida, a unica coisa que me disseram é que estou doente, nunca me deram explicação alguma, mas sei que tenho que começar a estudar. Fiquei com muito medo de umbanda, de contato com exuu, mas gosto muito de pretos velhos, caboclos e gostava de participar. Estou muito confusa e as vezes penso que pode até não ser espiritual as coisas que sinto e que preciso mesmo é de tratamento psiquiatrico. Sou de Uberaba, lá nos meus momentos de desespero corria para a casinha de Sheila, onde e o Chico Xavier pediu que o Fabinho tomasse conta. Um dia ele olhou pra mim e disse "É minha filha, você ainda vai trabalhar muito..." mas só isso também. Rezo todo santo dia, mas as vezes tenho crises de pânico, medo e pareço que estou perdendo as forças. É uma luta diária, toda semana tomo o passe e rezo. Tenho que me controlar muito. Desejo uma opinião sincera, frequentando o centro, vou conseguir passar por tudo isso? no centro eles realmente conseguem ver tudo que eu passo?

Obrigado.

Resposta:

Olá,

infelizmente alguma brecha foi aberta e isso exigirá um grande empenho de você. A frequencia semanal a um centro espírita sério, o estudo das obras espíritas, a prática da solidariedade ao próximo e o envolvimento em uma casa espírita que realiza um trabalho espiritual sério ajudarão no seu reequilibrio, mas isso pode levar algum tempo, por isso você deve perseverar e se empenhar para vencer as dificuldades e continuar a sua caminhada.

Não se preocupe agora com mediunidade ou trabalho espiritual, seu objetivo inicial deve ser estudo e reequilibrio. Aprenda sobre o mundo espiritual e as leis da vida, empenhando-se no reequilibrio, somente depois de cumprir essas etapas você deve pensar no trabaho mediúnico.


Assunto: minha mediunidade Data : 10/03/2011
Pergunta:

FAÇO UM CURSO DE MEDIUNIDADE ESTOU NO TERCEIRO ANO JÁ NA PARTE PRATICA.NO CURSO SINTO VONTADE DE ESCREVER MAS ESTOU CONCIENTE,NA PASSIVIDADE SINTO AS SENSAOES COMO UMA LUZ UM GELO MAS CONTINUO CONCIENTE.QUANTO MAIS ESTUDO MAIS TENHO DUVIDAS, HOJE ESTOU ATÉ ACHANDO QUE NÃO SOU MEDIO COMO DIZEM,GOSTARIA DE ME ENCONTRAR REALMENTE.

Resposta:

Olá,

a mediunidade exige tempo, muitas vezes é necessário um longo tempo para o médium se afinizar com o mentor. Tenha paciência e não se preocupe, quanto maior sua preocupação mais resistência colocará para apromixamação do seu mentor.

No momento oportuno você será encaminhado para o trabalho mediúnico. Busque estudar para aprender, não para gerar mais dúvidas, tenha confiança na espiritualidade que lhe responderá com o tempo e a experiência.


Assunto: Angústia. Data : 17/04/2011
Pergunta:

Estou sentindo uma angústia no peito, uma vontade de chorar, o que pode ser isso? Quando abracei minha mãe, deu mais vontade ainda de chorar, tenho um ótimo relacionamento com minha mãe, totalmente sem brigas, tenho carinho e atenção dela, então carência disso não é, achei estranho. Quero saber o que pode ser isso? Obrigado.

Resposta:

Existe uma grande possibilidade de ser obsessão, procure um centro espírita sério para passar peloa atendimento, passe e tratamento de desobsessão.


Assunto: Ajuda Data : 15/05/2011
Pergunta:

Boa tarde!!

Gostaria de uma palavra que me ajudasse a resolver minha vida espiritual?tenho 26 anos e apesar de ser um cara calmo educado, muitos momentos acabo me descontrolando? tenho crises de raiva, vontade de me vingar dos que me fizeram mal ( minha madrasta principalmente) nao consigo estudar, trabalhar, quando estou em sã consciencia consigo me lembrar de tudo que aconteceu e sinto vergonha por isso, mas nas horas em que estou nervoso apertado no peito fico extremamente burro? sinto enormes dores de cabeça quase todos os dias, desde pequeno vejo pessoas sinto nunca estar sozinho e tinha muito medo disso tudo? já vi uma mulher que me disseram no Perseverança em SP ser MEI MEI, assim como já vi pessoas de fisionomia ruim, quando moleque passava horas isolado no telhado da casa de olhos fechado pensando em tudo e em nada ao mesmo tempo. hoje nao consigo trabalhar nao consigo estudar e isso tem me feito mal pois estou casado e recebo muita cobrança para solucionar tudo isso mas ninguem me ouve ou acredita no que pode estar acontecendo. Por favor me ajude.

Resposta:

Olá,

você deve procurar auxilio espiritual e ao mesmo tempo se esforçar por reeducar-se moralmente e emocionalmente.

Comece frequentando semanalmente um centro espírita sério, assista as palestras, tome passes e reflita sobre o que é informado. Busque também estudar e participar dos grupos de espíritos do centro espírita, pois estudando você refletirá sobre sua conduta e como melhorá-la.

Faça o evangelho no lar e busque praticar a solidariedade ao próximo necessitado.

Com o tempo, empenhando-se no caminho do bem e na transformação própria você sentirá mudanças, mas lembre-se que é um processo gradual e necessita de muita vontade.

Busque a paz e Deus o ajudará.