Em Busca da Verdade    (Mediunidade)
O Mentor ou Guia Espiritual
por Gustavo Martins

|Introducao | Mediunidade e Médiuns | Despertamento | Aceitando a Mediunidade |
| Aprimoramento ou Desenvolvimento | Mentor ou Guia | O Trabalho do Médium |

6. O Mentor ou Guia Espiritual

Diferente do que muitos pensam o Mentor ou Guia Espiritual é, na maior parte das vezes, um espírito ainda em evolução, ou seja, imperfeito, mas que já alcançou um grau de pureza maior que seu pupilo, sendo por isso capaz de auxiliá-lo no caminho espiritual da atual encarnação. Isso não desmerece o seu trabalho, muito pelo contrário, já que deixa de utilizar se tempo livre para a própria evolução e o dedica a outro espírito.




6.1 - Mentores e Mestres

Um mentor não é igual a um Mestre, os Mestres não precisam mais encarnar, são perfeitos e possuem um grau de evolução muito superior aos mentores.

Alguns médiuns podem entrar em contato com os Mestres, que estão sempre dispostos a ajudar, bastando para isso elevar sua vibração. Esse contato é realizado, na maior parte das vezes, no plano mental, porque é muito sacrificante para um Mestre aparecer em corpo astral. Os médiuns não devem ficar preocupados ou com a mente fixa em entrar em contato com os Mestres, se um dia isso for permitido então acontecerá.

6.2 - O Mentor e Anjo da Guarda

O mentor também não é o mesmo que anjo da guarda, embora, não haja indícios que isso não possa acontecer, são papéis diferentes que um ou mais espíritos exercem durante a encarnação de um médium.

Todos possuem um espírito protetor, mesmo os que não são médiuns, até os sete anos de idade ele fica muito perto do seu tutelado, auxiliando na ambientação com o novo plano de vida e afastando (de acordo com os méritos do espírito reencarnante) os espíritos obsessores e adversários de vidas pregressas.

Foram muitas vezes pais, mães, amigos muito próximos que se predispõe a olhar de muito perto o espírito encarnado, aconselhando, fazendo o possível para auxiliar nos momentos difíceis e tentando afastar os espíritos obsessores que se aproximam. Contudo, é importante lembrar que a influência que esses abnegados irmãos podem exercer está diretamente ligada ao tipo de vida e esforço pessoal que o espírito realiza para se purificar, eles nada podem fazer por aqueles que fecham os ouvidos aos seus conselhos.



6.3 - A Tarefa do Mentor

O mentor é um espírito que se comprometeu com o trabalho espiritual do médium, dedicando parte do seu tempo para preparar o médium para sua tarefa, trabalhar ao seu lado e fazer o possível para protegê-lo do contato com as energias degradantes do astral inferior. Abaixo segue um trecho do livro Missionários da Luz – Chico Xavier, que fala um pouco sobre a tarefa dos mentores:

"Este irmão não é um simples aparelho. É um Espírito que deve ser tão livre quanto o nosso e que, a fim de se prestar ao intercâmbio desejado, precisa renunciar a si mesmo, com abnegação e humildade, primeiros fatores na obtenção de acesso à permuta com as regiões mais elevadas. Necessita calar, para que outros falem; dar de si próprio, para que outros recebam. Em suma, deve servir de ponte, onde se encontrem interesses diferentes. Sem essa compreensão consciente do espírito de serviço, não poderia atender aos propósitos edificantes. Naturalmente, ele é responsável pela manutenção dos recursos interiores, tais como a tolerância, a humildade, a disposição fraterna, a paciência e o amor cristão; todavia, precisamos cooperar no sentido de manter-lhe os estímulos de natureza exterior, porque se o companheiro não tem pão, nem paz relativa, se lhe falta assistência nas aquisições mais simples, não poderemos exigir-lhe a colaboração, redundante em sacrifício. Nossas responsabilidades, portanto, estão conjugadas nos mínimos detalhes da tarefa a cumprir.

...

Observe. Estamos diante do psicógrafo comum. Antes do trabalho a que se submete, neste momento, nossos auxiliares já lhe prepararam as possibilidades para que não se lhe perturbe a saúde física. A transmissão da mensagem não será simplesmente <tomar a mão>. Há processos intrincados, complexos."

O mentor e seu pupilo se comprometem com o trabalho espiritual antes da encarnação do médium e, diferente do que muitos acham, o médium não é obrigado a receber sua aptidão, ele que a solicita para saldar débitos contraídos em vidas anteriores e acelerar a sua evolução espiritual. O trecho abaixo, retirado do livro Missionários da Luz, fala sobre os compromissos assumidos entre médium e mentor:

"Assinalando a perfeita comunhão entre o mentor e a tutelada, indaguei por minha vez se uma associação daquela ordem não estaria vinculada a compromissos assumidos pelos médiuns, antes da reencarnação, ao que Áulus respondeu, prestimoso:

- Ah! sim, semelhantes serviços não se efetuam sem programa. O acaso é uma palavra inventada pelos homens para disfarçar o menor esforço. Gabriel e Ambrosina planejaram a experiência atual, muito antes que ela se envolvesse nos densos fluidos da vida física."

Podemos ter o envolvimento de outros espíritos (mentores, instrutores, auxiliares, médicos, etc) na tarefa executada pelo médium, tudo depende da sua missão, do objetivo que a espiritualidade maior traçou para sua atual encarnação..
Existem casos em que mais de um mentor está ligado ao médium, embora todos façam parte da mesma equipe e exista uma hierarquia, onde o chefe é o espírito mais puro e experiente.

O mentor então dedica parte do seu tempo para desde pequeno preparar o seu pupilo para o trabalho mediúnico. Não é incomum o médium lembrar vagamente de alguns ensinamentos recebidos durante o sono, mesmo quando criança.




6.4 - Aproximação e Afastamento do Mentor

Conforme o médium vai se aproximando da idade chave para início da sua tarefa espiritual o mentor atua de forma mais intensa, buscando levar o seu tutelado para uma casa onde ele possa receber os ensinamentos que serão à base de seu trabalho.

Como falamos em um tópico anterior o chamado do mentor é suave, se o médium se recusa a iniciar sua tarefa então ele se afasta para retornar no caso do médium desejar sinceramente iniciar seu trabalho espiritual. Sob o ponto de vista espiritual podemos traduzir isso como um afastamento vibratório, ou seja, o médium não consegue sintonizar na faixa vibratória do mentor, isso acontece pelo tipo de vida física, emocional e mental que ele leva.

O mentor então não tem outra opção além de se afastar para se aproximarem os que se afinizam com o grau vibratório do médium, os obsessores.

O afastamento do mentor por “quebra” de compromisso por parte do médium abre a janela que ele possui para o mundo espiritual, deixando-a desguarnecida, o caminho fica livre para a obsessão e vampirismo de espíritos do astral inferior. Copio abaixo um trecho do livro Dr. Fritz, o Médico e sua Missão:

"Por que muitas vezes os mentores se afastam?
Os mentores não se afastam. Os médiuns é que se afastam do trabalho, geralmente por conveniências materiais, ambição, vaidade, irresponsabilidade e acomodação. Muitos são até aliciados pelas futilidades do plano físico, falta de vontade e preguiça de estudar."

Narci Castro também fala sobre o afastamento dos mentores no livro Mediunidade e Médiuns:

"Porque o responsável pela abertura prematura do chakra - o mentor do médium ou seja, seu espírito protetor – se coloca como guardião do mesmo , impedindo que energias hostis o perturbem. Daí a necessidade imperiosa do médium não deixar de cumprir seu compromisso de se tornar intermediário para minorar o sofrimento dos que padecem sobre o efeito de obsessões. Pode-se entender, então, o sofrimento vivenciado pelo médium antes de começar sua tarefa mediúnica quando ele não responde prontamente ao chamado para tal. São muitos os casos, de nosso conhecimento, de severas perturbações, vivenciadas pelo médium, que podem provocar a sua passagem por tratamentos psiquiátricos."

Se o médium não procurar ajuda, a obsessão e vampirismo acabarão se tornando possessão, ficando cada vez mais difícil afastar o(s) obsessor(es).

O mentor acompanha o médium mais de perto, contudo, dependendo do trabalho que será exercido, outros espíritos podem fazer parte do grupo que o auxilia. Se um médium se vincula a um centro espírita ou templo de umbanda ele também recebe a proteção e auxílio da equipe espiritual da casa.



6.5 - Substituição do Mentor

O Mentor pode ser substituído durante o trabalho do médium, por vários motivos, entre eles podemos citar:

•  Necessidade do mentor encarnar.

•  O Mentor receberá uma nova incumbência espiritual e suas responsabilidades não permitirão o apoio necessário ao médium.

•  O Médium pode receber novas responsabilidades espirituais, como por exemplo se tornar responsável pelo centro.

• O Médium desperdiça as várias oportunidades de seguir o caminho espiritual, nesse caso o mentor pode receber novas responsabilidades e o médium recebe um novo mentor, que nesse caso se chama Obsessor.




6.6 - Umbanda

Na umbanda é muito comum o médium possuir vários guias, sejam eles caboclos, pretos velhos, crianças, exus, indianos, etc. Geralmente o espírito que se manifesta é o mais adequado para o tipo de trabalho realizado. O médium da Umbanda treinado incorpora (psicofonia) qualquer um dos seus guias.

Os médiuns da Umbanda tem um profundo respeito e amor pelos seus guias e os cantos que realizam são formas de “firmar” sua ligação, é uma forma de "puxar" o guia. Todo o trabalho realizado com as energias da natureza pelos pretos velhos e caboclos é muito bonito e pode ser sentido pelas pessoas mais sensíveis. É importante lembrar mais uma vez que na Umbanda não existe morte de animais, somente plantas são utilizadas.



6.7 - Cuidados com a Idolatria

Todo médium deve saber a diferença entre respeito e carinho da idolatria, o mentor é um espírito ainda em evolução, não alcançou a perfeita ligação com Deus, como os Anjos e Mestres, por isso todo ensinamento, intuição, informação, etc, que o médium ache que foi passada pelo mentor deve sempre passar pelo crivo de sua razão, pois o responsável pelo ato é o médium.

Allan Kardec fala sobre isso diversas vezes no Livro dos Médiuns, ressaltando sempre a importância de analisar o conteúdo das informações passadas e escutar opiniões de outros médiuns, assumindo sempre uma posição de humildade, assim ele evitará a fascinação que pode ser exercida por espíritos obsessores.

Mesmo médiuns experientes podem ser vítimas da fascinação, por isso devem estar sempre alertas, assumindo uma postura de humildade.



6.3 - Encontrando o Lugar para Frequentar

Fechando esse tópico falamos sobre um assunto que preocupa alguns médiuns - a casa que deve freqüentar.

Existem médiuns que não têm perfeita sintonia com local onde se encontram, diferente do que muitos acham isso não é problema da casa ou do médium, muitas vezes aquele não é o lugar do médium e essa sensação (em alguns casos) é um aconselhamento para buscar um novo local.

Cuidado para não generalizar essa informação, somente depois de algum tempo freqüentando um centro você consegue ter uma idéia se aquele é o seu lugar. O médium não deve deixar o centro por pequenas discussões ou porque pequenas coisas o desagradam, lembre-se que nenhum local será perfeito.

Alguns médiuns se perguntam... Mas e o mentor?? Vou perder o mentor??

O mentor (o verdadeiro) pode ir a qualquer casa ou templo, somente espíritos inferiores são barrados em centros sérios.

Mesmo em tipos de reuniões que o médium freqüenta com desaprovação do mentor (geralmente onde o intercambio mediúnico tem interesses inferiores ou egoístas) ele pode estar presente, contudo, nessas reuniões ele não se manifestará, somente em situações extremas.

O caboclo pode se expressar em um centro espírita e o doutor se apresentar em um templo de Umbanda, isso é permitido e já foi relatado em alguns livros (Tambores de Angola explora esse assunto com bastante profundidade).

O médium deve freqüentar a casa que o agrade, se ele gosta dos cantos da Umbanda, das energias da Natureza, dos tipos de trabalho realizado nos templos então que siga esse caminho, os centros espíritas já trabalham de outra forma, existe espaço para todos. Atualmente existem centros, como o que freqüento, onde os caboclos e os pretos velhos auxiliam nas reuniões de desobsessão e em vários trabalhos, contudo, a forma de trabalhar é parecida com a do centro espírita.

Existe uma grande diversidade de casas espiritualistas, não estar harmonizado com a casa que freqüenta não é desculpa para parar com o estudo e trabalho espiritual.


Para visualizar o primeiro artigo da série sobre Mediunidade - A Mediunidade e o seu Despertar - clique aqui

Para visualizar o segunda artigo da série sobre Mediunidade - Aceitando a Mediunidade - clique aqui

Para visualizar o terceiro artigo da série sobre Mediunidade- Desenvolvimento e Aprimoramento da Mediunidade - clique aqui

Para visualizar o quinto artigo da série sobre Mediunidade- O Trabalho do Médium - clique aqui

 

Perguntas Respondidas
Assunto: Mediunidade Data : 14/07/2008
Pergunta:

Como posso descobrir e desenvolver minha mediunidade? Como saber se sou médium.?

Faço culto no lar em minha casa e o mentor responsável por nossas reuniões é José Grosso. Como ´posso saber que ele esta presente se não sou medium para senti-lo conosco, apesar de invocá-lo sempre?

Resposta:

O artigo sobre mediunidade fala como descobrir se você é médium.

Para desenvolver a mediunidade e aprender a entendê-la você deve frequentar um centro espírita e participar da reunião de APRIMORAMENTO, ou seja, afinamento da faculdade mediúnica (quando ela existe).

É desaconselhado trabalhos de incorporação em casa.


Assunto: mentor e anjo da guarda Data : 18/03/2010
Pergunta:

Qual a diferença entre mentor e o anjo da guarda em nossas vidas?

Grata,

Resposta:

Olá,

O mentor está vinculado a atividades que você realiza em favor do próximo ou de um grupo, ele se afiniza a você pelo seu propósito. É importante entender que não somente médiuns possuem mentores, todos aqueles que se dedicam a tarefa de auxiliar o próximo se afinizam com entidades espirituais, acreditando eles ou não na sua existência.

O anjo da guarda é uma entidade que se compromete em auxiliá-lo durante a encarnação, ele faz o que for possível para ajudá-lo a enriquecer o seu patrimônio espiritual.

O livro dos espíritos explica muito bem a função do anjo guardião, também chamado de espírito protetor:

"491. Qual a missão do Espírito protetor?

A de um pai com relação aos filhos; a de guiar o seu protegido pela senda do bem,

auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas provas da vida.?


Assunto: Centro espirita Data : 07/04/2010
Pergunta:

Existe em Curitiba algum centro Espirita q vcs conheçam e q seja serio??

Resposta:

Olá,

acesse o endereço abaixo:

http://www.nucleopazeamor.org.br/centros.htm


Assunto: anjo da guarda e mentores Data : 21/04/2010
Pergunta:

Frequento uma casa espirita (curso) e tenho uma seria duvida, e foi questionado em aula,se podemos ter mais que um mentor. Eu aprendi uma vez que temos varios, mas so 1 anjo da guarda, que ja vem para nossa protecao, desde do momento da reencarnacao. Gostaria muito que vc me respondessem essa duvida, para leva a resposta em sala de aula. Obrigado.

Resposta:

Sim, é possível que tenhamos mais de um mentor, contudo, geralmente existe um que é o principal responsável pelo trabalho. No exemplo de Chico Xavier tinhamos inúmeros espíritos que auxiliavam o seu trabalho, contudo, Emmanuel era o principal.

A quantidade de mentores depende do trabalho e não devemos nos preocupar com isso, o mais importante é manter o coração puro e manter o equilíbrio para que você seja um bom instrumento nas mãos dos espíritos superiores.

A questão sobre o Anjo da Guarda está no livro dos espíritos.

Espero ter ajudado,

Paz


Assunto: mentor e preto velho Data : 29/04/2010
Pergunta:

gostaria de saber qual a difrença entre mentores espirutuais e preto velho?

Resposta:

Pretos-Velhos são um grupo de espíritos que gostam de se apresentar dessa forma para ajudar os amigos encarnados. São entidades amorosas e simples e trabalham na Umbanda.

É importante entender que os pretos-velhos trabalham com ervas e não sacrificam animais ou cobram pelos seus serviços.

Na umbanda um preto-velho pode ser mentor espiritual de um médium.

Para obter maiores informações leia o livro Tambores de Angola, de Robson Pinheiro.


Assunto: mediunidade/animismo Data : 04/05/2010
Pergunta:

Como se dá esta relação do médium com o mentor em se tratando de animismo (o médium "manifesta" o mentor)?

Resposta:

O animismo indica que não há interferência do mentor, somente o próprio espírito está atuando. Isso pode ocorrer de forma consciente ou incosciente, com diversas variações no estado de consciência espiritual, pois o espírito pode estar desdobrado, tendo, por exemplo, recordações de vidas anteriores.


Assunto: guia espiritual Data : 16/08/2010
Pergunta:

como fazer para aceitar um guia espiritual

para que ele não se afaste e ajudar nessa evolução sem ir no centro espírita

Resposta:

O local de trabalhar com o guia espiritual, também conhecido como mentor espiritual é no Centro Espírita. Você não deve realizar sessões de aprimoramento ou mediúnicas em sua residência ou outro local de conveniência.

No centro espírita você aprimorará sua mediunidade com médiuns mais experientes e estará protegida pela equipe espiritual da casa, que trabalhará junto com o seu mentor espiritual.


Assunto: mentor espiritual Data : 26/10/2010
Pergunta:

Gostaria de sabe, se é possível um mentor que trabalha comigo por exemplo, pode também trabalhar com outro médio que trabalha na mesma casa na mesma sala, caso eu falte? Ou ele trabalha com o mentor dele e não consegue identifica-lo, assim paça a informação que foi "tal" mentor? por favor tire esta dúvida.

Resposta:

O mentor pode trabalhar com mais de um médium ou não, isso vai depender do tipo do trabalho e da evolução do próprio mentor e também da sua tarefa espiritual. Por exemplo, Chico Xavier e Waldo Vieira psicografaram juntos a obra Mecanismos da Mediunidade, pelo espíro André Luiz.

O que vai ocorrer quando você faltar não temos como informar, mas acredito que você não deva se preocupar com isso, lembre-se que o mais importante é o trabalho e amor com que se pratica uma tarefa espiritual.


Assunto: guia espiritual Data : 16/11/2010
Pergunta:

pode haver casos em que o encarnado progrida e se iguale ao seu guia? Este pode ser substituido por outro mais elevado?

Resposta:

Igualar eu não digo, contudo, se o médium muito se empenhar ele pode receber a ajuda de outros mentores e por ventura podem substituir o mentor anterior, casos como esse são raros, algumas substiuições acontecem pela necessidade do mentor atender outras atividades ou da sua reencarnação, também pode acontecer do médium se desvirtuar e o seu obsessor acabar se tornando o seu "guia", pois o mentor se ausenta pela impossibilidade de continuar a tarefa que foi programada.

Os mentores não vivem como nós encarnados, não existe o conceito de melhor, maior, etc. Se existe a necessidade de um mentor diferente então isso ocorre, mas seguindo o respeito e carinho que existe entre os espíritos superiores, o trabalho espiritual superior é regido pelo amor a Jesus e sua obra, ao contrário dos trabalhos aqui realizados, que muitas vezes são motivados pelo orgulho ou vaidade.

Além disso o mentor também evolui durante o processo de auxílio ao encarnado, sendo as vezes substituído por alcançar vibrações superiores através do desprendimento e abnegação que dedicou ao seu tutelado.


Assunto: guia espiritual Data : 23/11/2010
Pergunta:

Faço parte de um grupo de estudos da mediunidade e surgiu a seguinte dúvida, o nosso guia espiritual ou anjo da guarda como alguns chamam, nos acampanha ou nos guia em quantas encarnações, uma? algumas? ou sempre até não precisar-mos reencarnar mais? Aguardo retorno, desde já muito obrigada.

Carmem

Resposta:

Olá,

Guia espiritual é um conceito diferente de Anjo da Guarda, são papéis diferentes que um ou mais espíritos participam durante a encarnação. Não podemos afirmar que são sempre diferentes, contudo, nunca vi um exemplo na literatura que mostre o caso de um espírito nos dois papéis.

Temos um artigo que fala sobre esse tema, o endereço está logo abaixo:

http://www.grupopas.com.br/cadastroColuna/mostraArtigoColuna.do?id=161


Assunto: incorporação Data : 10/12/2010
Pergunta:

1° parabéns pelas informações contidas em seu site.

Bom sou espirita kardecista. Só que eu não era muito ligado (participativo). Não fazia estudos, somente ia (de ves enquando) a palestras e fazia tratamento com medium da casa. Mas mes passando eu passei muito mal e comecei a sentir uma tristeza e a chorar fechei os olhos e incorporei, mas eu tava conciente. O espirito so falava de que sentia dor e pedia socorro (como eu tava conciente tb pedia) depois fiquei conciente mas preso. Do pescoço pra baixo sentia uma forte energia me prendendo ao sofa que estava centado. Meu abdomem paracia que ia ser esmagado. Minhas pernas, braços e mãso dedos, eu sentia uma forte energia mas não podia mexer. Agora sinto aproximações que parece que vou encorporar mas logo peço ajuda. Parece que são espiritos sofredores pedido ajuda, mas eu não tenho preparo nenhum nem sei como começar. Se está é minha misão não vou fugir. Mas preciso de auxilio. Tenho muitas duvidas. que nem sei descreve-las grato.

Resposta:

Parabéns meu irmão, pelo que pude perceber você está decidido a seguir com a responsabilidade que assumiu antes da encarnação, se mantiver firme até o final então conseguirá cumprir com sucesso a sua tarefa e voltará em paz para a vida maior. Contudo, a hora agora é de muito trabalho e preparação, você terá um caminho importante a percorrer, sendo necessário preparar-se:

1 - Frequentar um centro espírita sério.

2 - Conversar com o responsável pelo grupo mediúnico e iniciar a participação no aprimoramento mediúnico APÓS REALIZAR O TRATAMENTO DE HARMONIZAÇÃO DO CENTRO.

3 - Estudo, estudo, muito estudo. Leia primeiramente o Livro dos Espíritos e posteriormente O Livro dos Médiuns. Enquanto estiver lendo esses livros leia também os livros psicografados por Chico Xavier, ditado pelo espírito André Luiz, são mais leves e trazem muitos ensinamentos. Você também pode participar dos grupos de estudos que existem na maioria dos centros espíritas.

4 - Lembre-se que centro espírita sério não cobra por atendimento, não há sacrifício de animais e existe estudo e preparo antes de um médium trabalhar, principalmente para psicofonia (o que você chama de incorporação), que necessita de um bom preparo.

Conforme você for seguindo no seu caminho o seu mentor ajudará a encaminhá-lo, ele estará sempre ao seu lado, nesse tipo de mediunidade existe um forte elo entre médium e mentor, que se comprometeram com o trabalho de amor ao próximo antes da encarnação.

Estamos vibrando por você, nunca desista, lembre-se sempre a oração diária e do Evangelho Semanal no Lar.


Assunto: mentor ou guia espiritual Data : 23/12/2010
Pergunta:

ola,boa tarde

não é bem uma pergunta que fazer,mas um relato

a casa onde frequento pode ser chamada de kardecista,mas os espiritos ditos da umbanda la vão e fazem um belissimo trabalho de limpeza e segurança do local onde acontece todas as reunioes,inclusive no auxilio de desobsseção,em contrapartida,tambem conheço uma tenda de umbanda onde todos os trabalhadores de la estudam as obras de kardeck,sera isso uma unificação que se expande dia dia no serviço ao proximo?se for acho otimo né?

obrigado!!!!

Resposta:

Olá,

todos trabalham para o bem em nome de Jesus, na espiritualidade não existe a separatividade dos encarnados, todos trabalham para o bem, independente da filosofia ou religião que professam.

No Livro Tambores de Angola você pode comprovar isso também.


Assunto: Estudo da mediunidade Data : 23/01/2011
Pergunta:

Boa tarde Gustavo.....

Que a Paz de Cristo esteja conosco!!!

Tenho 18 anos e desde pequeno um interesse incontrolável pelo espiritismo. Já li alguns livros como " a viagem de uma alma", comecei a ler o livro dos espiritos, porém não tive a oportunidade de terminar.

Atualmente tenho 18 anos e passei muitas "coisas" espirituais quando era pequeno que só compreendo hoje após estudar um pouco!!

no último mês tive uma experiência que ja havia acontecido antes, porém me intrigou muito e fui atrás na internet pra saber o que aconteceu, tive uma projeção astral onde levantei da cama ouvindo sons na garagem da minha casa quando passei pela porta do meu quarto fui "Levado" pelo meu mentor até fora na garagem onde quando passei a porta vi um espirito que estava sentado e levantou dizendo que não estava fazendo nada, só conseguia ver o rosto dele, onde o meu mentor com "as mãos" em meus "ombros" dizia pra ir tirá-lo de lá foi quando estava um pouco assustado porém seguro e quando pulei no espirito o mesmo caiu e virou uma luz branca que sumiu, rapidamente eu queria voltar ao meu corpo onde senti fortes arrepios e sons quando tentava abrir meu olho....enfim fui atrás estudar, vi muitos vídeos sobre chakras, li muitas apostilas na internet, porém queria uma opinião sua....

Sempre tive isso mais nunca me dei conta se era eu ou espiritos, ainda não consigo distinguir muito bem, sempre vem coisas a minha cabeça pra falar para certas pessoas quando estou conversando, elas começam a me contar seus problemas e começam a vir respostas tipo: "peça pra ela rezar sempre antes de sair de casa e antes de ir dormir, fale para começar a ler livros espiritas, etc". as vezes estou sentado na cama mechendo na internet e sinto certos arrepios em determinadas partes do meu corpo localizadas, como ombro, perna, barriga, costas, de madrugada eu acordo do nada e parece que querem falar comigo, ultimamente estou muito seguro quando falo algo para as pessoas, e quando tenho estas sensações, mais confesso que as vezes tenho um pouco de medo!!! sei que minha familia de parte materna tem muita perturbação espiritual, da pra sentir....

Peço desculpas de escrever tudo isso....

Mais devo continuar falando as coisas que me vêem na cabeça as pessoas?(sempre são conselhos de como agir com situações nada a mais)

Sempre frequentei com minha avó paterna centro espirita nos domingos, porém agora estou sem tempo.

Porém sempre rezo em casa antes de dormir e antes de começar minhas atividades, mas faz uma semana que relaxei e faz uns 3 dias que quando venho ao meu quarto e deito começa a me dar um sono incontrolável que sou obrigado a dormir. o que pode ser?

Grato pela sua enorme atenção!

um abço

Resposta:

Olá querido irmão,

Que a paz do Cristo esteja com você,

Vou tentar responder da forma que me é possível as perguntas.

1 - É muito importante para o médium estudar, seu estímulo auto-didata é muito importante, contudo, é necessário frequentar um centro espírita sério para aprimorar a mediunidade. O estudo é a primeira etapa, mas a convivência com outros médiuns mais experientes e o aprendizado no trabalho ao próximo irá prepará-lo para utilizar a mediunidade de forma apropriada e construirá a sua volta as amizades espirituais e a proteção própria necessárias para o bom desempenho dos trabalhos mediúnicos. Lembre-se que médium deve aprimorar sua mediunidade em um centro espírita sério.

2 - É muito provável que as intuições que receba são de alguma forma enviadas pelo seu mentor, contudo, nesse ponto o estudo e prática são essenciais para filtrar as mensagens e passá-las pelo crivo do seu conhecimento espiritual, pois até o momento que aprender a identificar a presença do seu mentor você terá que avaliar as influências que recebe. Allan Kardec fala-nos que é melhor rejeitar 10 verdades do que falar uma informação falsa. Não estou dizendo para não falar o que sente, mas para estimulá-lo ao estudo nobre que o tornará um instrumento melhor e confiante para transmitir o consolo aqueles que lhe procuram.

3 - Imagino que seu tempo seja realmente curto, mas tente de alguma forma frequentar com seriedade um centro espírita, existem centros que posssuem reuniões de palestra e aprimoramento mediúnico no final de semana, tenho certeza que se você procurar encontrará alguma forma de participar de um grupo ou pelo menos de palestras até que consiga arrumar mais tempo.

Sua sensação ruim pode ser obsessão, é muito importante para o médium manter-se vigilante na prece, no Evangelho no Lar, na leitura e também pelo menos frequentar semanalmente um centro espírita, você já deve ter notado o bem que lhe faz quando você vai ao centro.

Nos links abaixo você poderá encontrar centros espíritas na cidade que reside:

Existem dois sites com uma listas abrangentes de centros espíritas em vários pontos do país, abaixo copio os endereços:

- http://www.espiritismoeluz.org.br/index.htm

- http://www.nucleopazeamor.org.br/centros.htm

Que Jesus ilumine o seu caminho,

Muita Paz,


Assunto: espiritismo Data : 14/02/2011
Pergunta:

fiz agora 60anos,comessei frequentar centro espirita cardecista a 05 anos,ai fui convidado para fazer coem,fis antes de terminar o curso fui convidado para trabalhar nas reuniões de corrente,apometria e desdobramento ok,ai descobri que era de uma hostensidade muito forte,quando um medio me disse,você durante seu trabalho incorpora uma entidade muito forte de caboclo e indio,fiquei assim meio preocopado pois frequento kardecismo e recebo umbanda,ai fui convidado para ir na umbanda,e fui me senti tão bem que parecia estar no meu centro,só que para confirmar fui esclarecido que de fato minha entidade espiritual muito forte éra mesmo caboclos indios,mas tentaram me incorporar eu não consegui,agóra frequento os dois lugares me sinto bem trabalho muito bem,ai eu pergunto,que eu faco continuo nas duas ou escolho uma me deem uma ajuda pois só fazem só 06 meses que isso tudo comecou muito obrigado...

Resposta:

Olá,

a recomendação é escolher um local para frequentar.

Fiquei em dúvida sobre a posição a ser tomada, por isso conversei com nossa querida amiga Narci Castro Souza, presidente e fundadora da Fraternidade Francisco de Assis - Casa de Bezerra de Menezes. A resposta dela foi:

"Sabemos que as entidades que trabalham na Umbanda, quando mais esclarecidas, podem perfeitamente se associar a um grupo de trabalho mais esclarecido. Portanto aconselharia a seu arguidor a ficar no trabalho do Centro Cardecista."


Assunto: Obsessor Data : 18/02/2011
Pergunta:

O Obsessor, pode se tornar um guia espiritual

Resposta:

Todos nós evoluiremos até chegar a angelitude, assim também serão os obsessores, contudo, isso demandará um longo tempo, pois um mentor espiritual precisa conquistar certos requisitos de moralidade, sabedoria e conhecimento espiritual para guiar seus pupilos.

O que pode acontecer e você pode comprovar em vários livros psicografados por Chico Xavier pelo espírito André Luiz é o arrependimento sincero do obsessor que se torna um amigo espiritual, ajudando de acordo com as suas possibilidades aquele que um dia ele obsediou, mas ele não é um guia, mas um amigo espiritual que tenta inspirá-lo para o bom caminho.


Assunto: viagem astral durante o sono Data : 27/02/2011
Pergunta:

Quando vou dormir, imediatamente quando deito, com um pouco de concentração, escuto uma voz de um homem, que me tira conscientemente deste plano pra outro, é como se meu espírito saísse do meu corpo, comigo ainda acordada; também sonho muito com coisas futuras, como se fossem premonições; também sonho com perseguição e morte do meu irmão. Gostaria primeiramente de saber se este espírito que fala comigo, seria o meu mentor, e se estes sonhos são relativos com a minha medi unidade, e queria saber como eu faço pra ter conhecimento de onde estou indo pois eu sei que saiu do meu corpo, tenho sensações, do tipo que estou afogando ou caindo, mas não sei ao certo onde estou ou se isto seria vidas passadas. Aguardo respostas.

Resposta:

Olá,

não temos como saber se é o seu mentor, existe essa possibilidade, contudo, nada se pode precisar.

Antes de procurar saber sobre a mediunidade você deve aprender sobre o mundo espiritual atravé da Doutrina Espírita. Leia O Livro dos Espíritos e O Livro dos Médiuns, ambos de Allan Kardec, suas perguntas serão respondidas, além disso você deve procurar um centro espírita sério para frequentar, assistir palestras e conversar com os médiuns da casa.


Assunto: sobre a importancia do mentor. Data : 23/03/2011
Pergunta:

frequento uma casa espírita a pouco tempo,ela já existe a 15 anos,mas ainda não apareceu um mentor para dirigi=la.isso é problema? ou necessáriamente não s precisa de um mentor declarado? obrigada,muita paz,em nossos corações.

ps.estou estranhando porque saí da casa de leon denis onde frequentei 13 anos,motivo mudança de endereço.

Resposta:

Olá,

é realmente estranho, pois geralmente o responsável ou alguém da diretoria da casa possui mediunidade bastante ostensiva para vidência ou psicofonia do orientador espiritual da casa.

Não posso informá-lo se é ou não confiável porque existem vários fatores para avaliar, mas deve-se prestar muita atenção nos objetivos da casa e nos trabalhos realizados.


Assunto: Clarivedência Data : 29/04/2011
Pergunta:

Boa Noite!!! Mt Alegria e vibrações positivas !!!

Já faz um tempo que vi um espirito de uma mulher ao lado de meu motorista. A minha duvida é saber se era o guia espiritual dele ou o meu? É se uma pessoa para ter um guia espiritual tem por alguma finalidade?

Resposta:

Com certeza deve ter alguma afinidade, mas o guia ou mentor espiritual está relacionado a trabalhos espirituais. Ao nosso lado podem ester espíritos amigos desta ou de outra vida, familiares que já desencarnaram e obsessores.

Estude o livro dos espíritos e o livro dos médiuns, ambos de Allan Kardec para aprender como diferenciá-los.


Assunto: mentor espiritual Data : 03/05/2011
Pergunta:

Gostaria de saber como posso entrar em contato com meu mentor espiritual?

Resposta:

Isso se dará somente se for autorizado pela espiritualidade superior e se você se empenhar no estudo espiritual, da mediunidade e participar do grupo de aprimoramento mediúnico, contudo, dependendo da sua mediunidade é possível que essa aproximação ocorra sem que você sinta. Cada caso tem sua peculariedade, mas se isso for possível dependerá da devida preparação.