Em Busca da Verdade    (Tratamento Espiritual a Distância)
Resultado do Tratamento Espiritual
por Gustavo Martins

Podem os espíritos amigos atuar sobre a flora microbiana, nas moléstias incuráveis, atenuando os sofrimentos da criatura?
-As entidades amigas podem diminuir a intensidade da dor nas doenças incuráveis, bem como afastá-la completamente, se esse benefício puder ser levado a efeito no quadro das provas individuais, sob os desígnios sábios e misericordiosos do plano superior.
O Consolador - Chico Xavier, pelo espírito Emmanuel

O resultado do tratamento espiritual é muito subjetivo e deve ser avaliado de forma distinta e com muito cuidado. O paciente que é curado fisicamente ou consegue resolver um problema que o afligia não pode ser considerado o maior beneficiado por um tratamento espiritual, porque para a espiritualidade o mais importante são os valores eternos conquistados pela dedicação e empenho em reeducar os seus valores morais, ações e pensamentos. Os espíritos que não obtém a cura, mas perseveram no bem e aproveitam as oportunidades ofertadas durante a sua busca acabam por curar definitivamente suas almas e alcançam um patamar evolutivo superior daqueles que obtiveram a cura, mas não aproveitaram a confiança que a espiritualidade neles depositou, tornando-se dessa forma em devedores a prestar contas em encarnações posteriores, retornando em situações mais aflitivas do que na atual encarnação e com restrições ao auxilio espiritual, que será dado somente mediante a aquisição de merecimentos pelo trabalho santificado no próprio crescimento ou dos semelhantes.

No livro Medicina da Alma o Dr. Joseph Gleber desenvolve muito bem o conceito da cura, mostrando que a dor também tem seus objetivos para o espírito em evolução.

... Qualquer recurso que porventura possamos empregarem favor dos nossos irmãos encarnados objetivam, principalmente, a recuperação do espírito, sua elevação espiritual e conseqüente harmonia com as leis divinas. A cura física acontece em decorrência de sua necessidade e do merecimento de cada um, acima de tudo. Muitas vezes, a enfermidade é uma necessidade do espírito, segundo seu passado espiritual e, outras vezes, convém ao Alto manter o estado de debilidade orgânica de companheiros encarnados, pois a dor funciona como cerca que a Divina Sabedoria coloca em torno de muitos irmãos, impedindo-lhes maiores quedas morais que gerariam, quem sabem, séculos de dores e lutas acerbas nas expiações futuras.
Convém que meus irmãos possam compreender que não somente os recursos da ciência médica espiritual são empregados para o auxilio à humanidade, mas utiliza-se, em larga escala, os companheiros de mais Alto, a própria dor, as próprias dificuldades, para beneficiar os meus irmãos. O sofrimento físico funciona inúmeras vezes como terapia de emergência, evitando o sofrimento espiritual. Moléstias graves, muitas vezes, obrigando o homem a permanecer acamado, proporcionam-lhe a oportunidade de rever seus posicionamentos ante a vida, modificando assim o seu padrão vibratório. Aos olhos das pessoas que não despertaram ainda para a realidade espiritual, verão simples sofrimentos físicos, mas para aqueles que compreendem as Leis da vida, verão o próprio remédio, que embora amargo, é de inquestionável eficácia para a recuperação da saúde espiritual.

O texto é perfeito para esse tópico mostrando aos nossos irmãos em busca da cura que nem sempre é possível recebê-la, contudo, mesmo nesses casos pode-se amenizar todo o processo investindo tempo e dedicação na reeducação moral.

Se a revolta lhe chegar ao coração por não conquistar o beneficio esperado no tratamento espiritual e achar-se merecedor pela dedicação então lembre-se do médium Chico Xavier, exemplo de humildade e fraternidade que dedicou toda a sua vida ao bem do próximo, amparando, consolando, curando, ensinando e exemplificando, mas também conviveu com suas dores, não sendo curado pela espiritualidade que estava dia e noite ao seu lado curando os enfermos.
Reflita...quem será maior aos olhos de Deus, aquele que foi curado em uma reunião de cirurgia espiritual ou Chico Xavier que suportou sem reclamar até o fim a sua prova e marcou de forma ímpar o espiritismo e a vida de milhares de pessoas?

Em outro extremo temos o espírito que foi curado fisicamente por uma oportunidade que Deus lhe concedeu, mas ao invés de considerar a cura como um empréstimo, uma oportunidade, ele acaba por se achar um ser especial, ignorando a transitoriedade da vida e da sua saúde. Uma parte desses irmãos parece adquirir amnésia porque em nada modificam a vida que levavam anteriormente, além disso ainda esquecem de outros irmãos que poderiam ser auxiliados pela sua ajuda. Outros em situação espiritual mais calamitosa ainda se acham no direito de aproveitar de forma insana a nova "saúde" adquirida e enveredam-se pelo vicio alcoólico, afundam-se de forma calamitosa nas sensações sexuais ou buscam se vingar daqueles que não o ajudaram enquanto estava enfermo. O trecho abaixo foi retirado do livro Medicina da Alma e ressalta a importância da transformação interior após o auxílio espiritual recebido.

.... Tais intervenções têm por objetivo proporcionar oportunidade a nossos irmãos, que assim forem beneficiados, de se refazerem moralmente, iluminando-se pelo conhecimento espiritual.

O mau uso do beneficio espiritual acabará por trazer de volta o desequilíbrio físico com a mesma expressão anterior ou diversa, revelando a cobrança da própria consciência aos empréstimos espirituais recebidos. O espírito que não aprendeu a lição achará castigo, mau olhado, inveja, fatalidade, mas dificilmente concentrará sua visão nos últimos anos de sua história, onde usou e abusou da sua saúde de forma egoísta e desequilibrada.

O espírito que não obteve a cura, mas convive em equilíbrio com sua doença, continua o seu caminho, atenuando gradativamente as dores e transformando-se em um foco de luz e esperança para os seus irmãos em desespero. Após a explicação perguntamos... Quem foi realmente curado?

Esse tópico é um dos mais importantes do artigo, pois mostra que o benefício espiritual em nada se identifica com a aspirina adquirida na farmácia. O espírito que deseja ser tratado espiritualmente deve modificar o seu entendimento sobre saúde, estendendo sua visão em direção ao espírito imortal, verdadeiro centralizador das potencialidades de cura.


Perguntas Respondidas