Sabedoria universal    (Quem Somos nós - O Filme)
Resumo
por Franklin de Mattos

  • O Filme inicialmente retrata a teoria do Big-Bang partindo da Teoria do Criation Ex Nihil - "No começo só havia o Vazio".
  • Todas as realidades existem simultaneamente? - Há a possibilidade de todas as verdades existam lado a lado?
  • Quem somos? De onde viemos? - O que devemos fazer? - Por que estamos aqui? ? O que é a realidade? E para onde vamos?
  • Fazer essas perguntas profundas a você mesmo é fundamental, pois, abre novas formas de ver o mundo, traz uma renovação.
  • O verdadeiro truque na vida não viver o conhecido, mas sim o mistério.
  • Somos todos um mistério? - Somos todos um enigma? - Certamente somos.
  • A física quântica falando de uma maneira bem simples é uma física de possibilidades.
  • Muitas coisas em que acreditamos ser verdade, sobre o mundo, podem ser falsas.
  • O que acontece dentro de nós é que vai criar o que acontece fora.
  • A experiência dos olhos: quem vê os objetos, o cérebro ou os olhos? - O que é a realidade?
  • É o que vemos com nosso cérebro? Ou o que vemos com os nossos olhos.
  • O cérebro pode processar 400 bilhões de bits de informação por segundo, mas só percebemos 2.000 bits, significa que a realidade está acontecendo a todo o momento no cérebro, mas nós não a absorvemos.
  • Do jeito que nosso cérebro funciona, só conseguimos ver o que acreditamos ser possível, através de padrões de associação já existem dentro de nós através de um condicionamento. (Temos que mudar condicionamentos).
  • Então é possível que isso tudo seja uma grande ilusão da qual não conseguimos sair para ver a verdadeira realidade uma vez que o cérebro não sabe distinguir o que está acontecendo lá fora do que acontece dentro dele.
  • Não existe o "lá fora" independente do que está acontecendo lá dentro do cérebro.
  • A matéria não é aquilo que pensamos ser.
  • A coisa mais sólida que pode existir nessa matéria desprovida de substância é um pensamento, um bit de informação concentrada.
  • O que faz as coisas são idéias, conceitos e informações.
  • A Física Quântica nos ensina que podemos voltar no tempo. "O Passado é Presente" ? lembre-se da Amanda pensando no tempo em que era colegial jogando basquete.
  • O mundo tem várias formas de realidade em potencial elas podem estar em muitos lugares ao mesmo tempo, experimentando várias possibilidades, até elas convergirem para apenas uma. A questão é a escolhas. Belo Arremesso.
  • E estou escolhendo momentos nesses movimentos para manifestar minha experiência atual, que não são mais do que possíveis movimentos de consciência.
  • Ao invés de pensarmos em objetos, devemos pensar em possibilidades.
  • Se aceitarmos isso, a questão passa a ser que escolha fazer dentre as possibilidades para iniciarmos o evento da experiência, então vemos diretamente que a consciência tem que estar envolvida, portanto o observador não pode ser ignorado.
  • Sabemos o que um observador faz no ponto de vista da física quântica, mas não sabemos quem e o quê o observador é na verdade.. Mas mesmo assim temos a sensação de sermos tais observadores observando o mundo lá fora.
  • E por que é tão complicado entender esse mundo louco e estranho de partículas quânticas e o modo como reagem? - Esse seria então o observador?
  • O observador é o espírito que está dentro da nossa roupa biológica dotados de todos os tipos de sistemas para captarem assinaturas ao seu redor.
  • Cada um de nós afeta a realidade como a vemos. (Dar o exemplo dos quatro mil voluntários que meditando em NY no verão de 1993 diminuiu a criminalidade em 25%.
  • Contar as experiências do Sr. Imoto no Japão com água aplicando estímulos mentais usando microscópio de anti-matéria. A primeira foto é da água da represa Fujiwara bem poluída que sofreu grande purificação após ter sido benzida por um monge zen-budista.
  • Em seguida o Sr. Imoto imprimiu palavras e as colou em garrafas de água destilada, deixando-as passar a noite assim, as que tinham a palavra que representava o chi do amor sofreram expressiva purificação.
  • O Sr. Imoto diz que o pensamento ou intenção são as forças responsáveis por tudo isso.
  • A ciência de como isto afeta as moléculas é desconhecida.
  • É fascinante se pensarmos que 90% do nosso corpo é composto de água.
  • Isto faz a gente pensar: "Se pensamentos fazem isso com a água, imagine o que podem fazer conosco".
  • Certamente o pensamento pode mudar o corpo completamente.
  • Muitas pessoas não afetam a realidade de forma consistente porque não acreditam que podem fazê-lo.
  • Saibam que nós podemos criar nossa própria realidade.
  • Até você escolher todas as realidades no campo quântico saiba que elas existem simultaneamente, cada uma é totalmente diferente, mas se complementam, pois eu sou meus átomos, mas também sou minhas células, a minha fisiologia microscópica é verdadeira, só que em diferentes níveis.
  • O nível de verdade mais profundo, descoberto pela ciência e filosofia, é a verdade fundamental da unidade e no nível subnuclear mais profundo da nossa realidade:
  • VOCÊ E EU SOMOS UM SÓ.
  • Quando acordo, conscientemente crio meu dia do jeito que quero que seja como minha mente examina as coisas que preciso fazer, pois, sei que são o processo ou o resultado da minha criação.
  • E quanto mais faço isto, uma rede neural no meu cérebro vai se construindo, me fazendo aceitar que aquilo é possível, me incentivando a repetir tudo no dia seguinte.
  • Temos uma possibilidade linda e suprema de decifrarmos a diferença entre nossa intangibilidade, nosso senso de ética, e o que acontece no dia a dia, como nossa química é revelada em um mundo tri-dimensional, através de nossos corpos.
  • Somos uma enxurrada química que pode se transformar em vício.
  • Um homem precisa de apenas uma fantasia sexual para ficar excitado. Apenas um pensamento para o seu membro ficar ereto e nada no mundo exterior faz isso com ele, e sim o que estava dentro da cabeça dele.
  • Quando eu era jovem, tinha muitas idéias sobre o que era Deus.
  • Hoje entendo sou um com o grande ser que me criou e me trouxe pra cá, e que criou as galáxias, o universo.
  • Muitos dos problemas que a religião produziu através dos séculos, vêm da concepção de ser Deus algo distinto de nós, a quem se deve adorar, cultuar, agradar esperando ser premiado no fim da vida com a "bênção" da vida eterna.
  • A religião assombra o mundo, embora com os incríveis avanços científicos e tecnológicos, mesmo assim, ainda temos um conceito retrógrado e supersticioso de Deus que nos ameaça com "sentenças cósmicas", pelo "castigo eterno".
  • Mas Deus não é assim e quando você começa a questionar tais retratações de Deus, as pessoas taxam você de agnóstico, um subversivo da ordem social.
  • Deus é maior do que a maior das fraquezas do ser humano e deve ser visto em seu absoluto esplendor.
  • Como um homem ou uma mulher podem pecar contra algo tão supremo?
  • Como pode uma pequena unidade de carbono, na terra, no quintal da via Láctea, trair Deus todo poderoso? É impossível.
  • O tamanho da arrogância é o tamanho do controle daqueles que criam à imagem de Deus da forma que melhor lhes convém. Está tudo dominado.
  • Ninguém vê o pensamento, mas nós vemos a física neural, uma tempestade em diferentes quadrantes do cérebro. São áreas que não correspondem ao corpo ou a reações, e sim a imagens, ira, assassinato, ódio, amor, compaixão...
  • O cérebro é feito de pequenas células nervosas chamadas neurônios.
  • Eles possuem ramificações para se conectarem e formarem uma rede neural.
  • Cada área conectada está integrada a um pensamento ou memória.
  • O cérebro constrói todos os conceitos através de memórias associativas.
  • O conceito do sentimento do amor, por exemplo, está guardado nessa vasta rede neural, mas construímos o conceito do amor a partir de muitas outras idéias diferentes.
  • Algumas pessoas têm o amor - ligado ao desapontamento, então quando pensam em amor, experimentam a memória da dor, mágoa, raiva e até ira.
  • A mágoa pode estar ligada a uma pessoa específica que remete a conexão do amor.
  • Criamos modelos de como enxergamos o mundo exterior.
  • Quanto mais informações temos, mais refinamos nosso modelo de um jeito ou de outro.
  • Na verdade contamos uma história para nós mesmos de como o mundo exterior é.
  • Qualquer informação que processamos e absorvemos do ambiente, sempre é colorida pelas experiências que tivemos e por uma resposta emocional acerca do que estamos absorvendo.
  • Isso quer dizer que as emoções são coisas ruins?
  • Elas são desenhadas para reforçar quimicamente sua memória.
  • É para isso que servem.
  • Toda emoção vem da química de imagens gravadas.
  • A farmácia mais sofisticada do mundo está aqui.
  • Existe uma parte do cérebro chamada de hipotálamo que parece uma pequena fábrica. Ele reúne certos materiais químicos que se combinam com certas emoções.
  • Existem materiais químicos para raiva, para tristeza, para vitimização para desejo, para todos os estados emocionais pelos quais passamos.
  • No momento que sentimos um estado emocional em nosso corpo ou em nosso cérebro, o hipotálamo imediatamente combinará o peptídeo e o liberará através da pituitária diretamente na corrente sanguínea.
  • Todas as células do corpo possuem bilhões de receptores eles servem para receber informações.
  • Quando um peptídeo acopla em uma célula é como se uma chave entrasse na fechadura.
  • Eles se anexa e é como se uma campainha tocasse, enviando um sinal para a célula.
  • Um receptor que está ligado a um peptídeo muda a célula de várias maneiras.
  • Ele dispara uma cascata de eventos bioquímicos que podem até alterar o núcleo da célula.
  • Cada célula está viva, e cada uma tem uma consciência, especialmente se definirmos consciência como sendo o ponto de vista de um observador.
  • Na verdade, a célula é a menor comunidade de consciência do corpo.
  • Estou com fome! Isso, a comida está chegando! Isso! Continue comendo!
  • Minha definição sobre vício é bem simples.
  • É algo que você não consegue parar.
  • Não me faça sofrer, por favor!
  • Criamos situações para suprir as necessidades bioquímicas das células do nosso corpo, situações que satisfaçam nossas necessidades químicas.
  • Um viciado sempre precisará de um pouco mais para poder satisfazer sua necessidade química. Se você não consegue controlar seu estado emocional, você está viciado naquilo.
  • É hora da festa! E tome de comer sem parar.
  • Nós somos emoções e as emoções somos nós.
  • Não podemos separar as emoções se levarmos em conta que cada aspecto de sua digestão, tudo isso está sob a influência das moléculas da emoção.
  • A heroína utiliza os mesmos receptores nas células que nossas emoções usam.
  • É fácil constatarmos que se nos viciamos em heroína, podemos nos viciar em qualquer peptídeo neural.
  • Em qualquer emoção. Nossa mente cria um corpo. O corpo capta o sinal do cérebro. Os receptores mudam de sensibilidade.
  • Se um determinado receptor de uma determinada droga ou peptídeo interno estiver sendo bombardeado de uma vez só e com grande intensidade vai literalmente encolher.
  • Vão ficar mais fracos, ou perderão a sensibilidade, ou ficarão desregulados.
  • Então a mesma quantidade de droga ou peptídeo interno provocará uma resposta menor.
  • Se bombardearmos a célula com a mesma atitude e química repetidamente, quando essa célula resolver se dividir, produzindo uma célula irmã ou filha, a nova célula terá mais receptores para aqueles peptídeos neurais em particular e menos receptores para vitaminas, minerais, nutrientes, e até para a liberação de dejetos e toxinas.
  • O envelhecimento resulta na produção inapropriada de proteínas.
  • Então realmente importa o que comemos?
  • Claro que sim!...
  • Você já se perguntou:
  • Como trabalha seu interior e exterior?
  • Por que você tem vícios?
  • Porque não tem nada que seja melhor.
  • Nunca sonhou com nada melhor porque nunca te ensinaram a sonhar com algo melhor.
  • Se eu acho que você é ruim?
  • Eu não te acho nem ruim nem bom.
  • Eu acho que você é Deus.
  • Em geral, a psiquiatria não permite muita liberdade de ação das pessoas.
  • Muitos problemas são rotulados como sendo psicológicos.
  • Falam para as pessoas que suas escolhas não são boas e as instruem para que façam outras escolhas.
  • Deixamos de existir nos centros associativos do cérebro que reafirmam nossa identidade, nossa personalidade.
  • Pessoas "normais" que acham sua vida entediante ou sem inspiração, são assim, pois nunca tentaram ganhar conhecimento que as inspirassem.
  • Estão tão hipnotizadas pelos seus ambientes, pela mídia, pela televisão, por pessoas que ditam ideais e parâmetros que todos lutam para imitar.
  • As pessoas se rendem para essas ilusões e vivem acreditando nelas, na mediocridade.
  • Vivendo essa ilusão suas almas podem nunca aparecer para que possam mudar.
  • Mas se a alma vir à tona a pessoa passa a se perguntar se existe algo, além disso; ou por que estamos aqui, qual é o propósito da vida, para onde iremos o que acontece quando morremos...
  • Se começarem a fazer tais perguntas, podem começar a flertar e interagir com a percepção de que estão tendo um colapso nervoso. Mas na verdade são os seus velhos conceitos que estão começando a desmoronar.
  • Estamos em um novo território, começamos a reconectar o cérebro para um novo conceito, isso nos transforma por completo.
  • Se eu mudar de idéias mudarei minhas escolhas?
  • Se mudar minhas escolhas minha vida irá mudar?
  • Por que não consigo mudar os meus vícios?
  • Por que não quero perder as coisas às quais estou quimicamente ligado, as pessoas, lugares, eventos com os quais tenho ligação química?
  • Porque eu com eles eu tenho a emoção química da alegria.
  • Este é o grande drama da maioria dos seres humanos.
  • Vivemos subjugados por religiões que estabeleceram o que é certo e errado.
  • Se eu fizer isso, serei castigado por Deus. Se fizer aquilo, serei recompensado.
  • É uma descrição muito pobre que tenta mapear um caminho para seguirmos na vida, mas com resultados deploráveis, pois não existe "bom" ou "mau".
  • Dessa forma estamos julgando as coisas de forma superficial.
  • Isso quer dizer que você está liberado para pecar? Não.
  • Quer dizer que temos que melhorar nosso entendimento com o que estamos lidando. Sei que tem coisas que faço que me permita evoluir, outras não. Não existe o "bom" ou o "mau".
  • Deus não vai te punir por ter feito isso ou aquilo. Não existe um Deus condenando as pessoas.
  • Deus é um nome para explicar as experiências que temos no mundo que de alguma forma são sublimes e transcendentais".
  • Mas acredito que Deus exista que essa presença é muito real.
  • Pedir para um ser humano explicar o que é Deus é o mesmo que pedir para o peixe explicar a água em que nada.
  • Deus é a superposição dos espíritos de todas as coisas.
  • Somos Deuses que estão construindo e temos que seguir um caminho, e, teremos que amar o abstrato da mesma forma que amamos nossos vícios.
  • A única forma de estar bem consigo mesmo não é cuidando do corpo, mas sim da mente.
  • Se estiver consciente desenhando meu destino, se do ponto de vista espiritual estou conscientemente aceitando a idéia de que nossos pensamentos podem afetar nossa realidade e assim nossa vida, pois a realidade é igual à vida, então eu faço um pequeno pacto quando crio meu dia.
  • Eu digo: "estou tirando esse tempo para criar meu dia, e assim estou afetando o campo quântico".
  • Se existe observadores me vigiando o tempo todo e se existe um aspecto espiritual em mim, então me mostrem um sinal de que prestaram atenção nas coisas que irei e façam com que aconteçam do jeito que espero.
  • O cérebro é capaz de fazer milhões de coisas diferentes.
  • As pessoas deviam aprender como suas mentes são incríveis.
  • Ter o conhecimento de que possuem essa coisa inacreditável na cabeça que nos ajuda a aprender, a mudar, a se adaptar, que pode nos ajudar a sermos melhores, nos ajudar a transcender.
  • O cérebro pode nos levar para um nível mais alto de existência, onde poderemos entender o mundo de forma mais profunda, assim como nosso relacionamento com as coisas e com as pessoas.
  • Assim poderemos achar um maior significado para nós mesmos. Existe uma parte espiritual no cérebro que todos podem acessar, é algo que todos podem fazer.
  • Temos que formular o que queremos e nos concentrar tanto nisso, temos que nos focar e ter tanta consciência disso, que perdemos a noção de quem somos.
  • Perdemos a noção do tempo. Perdemos a noção de identidade.
  • Aquilo que estamos vendo é a única coisa real.
  • Todos já tiveram essa experiência quando puseram na cabeça que queriam muito algo.
  • Isso é a física quântica em ação, é a manifestação da realidade. É o observador em pleno efeito.
  • Sua consciência influencia outros ao seu redor, influenciam propriedades materiais e influencia o seu futuro. Você é um co-criador do seu futuro.
  • Eu sou muito mais do que penso. Sou responsável por todas essas coisas.
  • Não estou separado do que me cerca. Somos parte de um todo. Estamos conectados a tudo. Eu não estou sozinho. Acredito que não haja melhor explicação para a espiritualidade.
  • Acredito que nosso propósito aqui seja desenvolvermos nossas intenções e aprendermos a ser criadores efetivos. Estamos aqui para fazer algo da vida.
  • Reconhecer o ser quântico e o fato de que temos escolhas, reconhecer a mente.
  • A mecânica quântica permite que o intangível fenômeno da liberdade seja incorporado a natureza humana; isto significa que a consciência é onde tudo ocorre.
  • Temos que perseguir o conhecimento sem a interferência dos nossos vícios.
  • Se conseguirmos, manifestaremos o conhecimento na realidade e o nosso corpo sentirá novas possibilidades, novas químicas, novas imagens... uma imensidão de novos pensamentos. Além dos nossos sonhos mais incríveis.
  • Temos que viver nossa vida e ver os efeitos, reparar se algo mudou. E se algo tiver mudado nos tornamos os cientistas da nossa vida. Assim estaremos trilhando o caminho da iluminação.
  • Todos nós um dia alcançaremos o nível de Avatar.
  • Bem-vindo ao reino dos céus.
  • Sem julgamento, sem ódio, sem provas, sem nada.
  • Não tome as coisas como verdades absolutas, teste para saber se é verdade.
  • Reflita um pouco sobre tudo isso.

Perguntas Respondidas