Páginas de Luz    (A Verdade e os Oito Passos para a Felicidade)
Capítulo 7 - A Óctupla Nobre Senda - Quinto Passo: Reto Meio de Subsistência
por Narcí Castro de Souza

Choveu a noite toda. O Sol oculto pelas nuvens fez o dia amanhecer escuro. Indiferentes ou até comprazendo-se na chuva, os pássaros chilreavam , cantavam alegremente dobrando seus trinados, anunciando o dia que nascia. O ruído da chuva na vegetação era um acalanto. Devaky espreguiçou-se abrindo os olhos e ligeira pulou da cama. Como de costume acendeu o fogo para esquentar o leite que serviria aos irmãos menores e aos pais que, já de pé, se preparavam para as tarefas do dia.

- Ontem o Bhagavam falou que as mulheres, devido a sua sensibilidade e renúncia, teriam até mais facilidade de se libertar da roda das encarnações do que os homens ? com satisfação, Devaky falava enquanto oferecia o leite quentinho aos pais.

- Gostaria também de participar dos encontros se seu pai mo permitir ? voltando os olhos esperançosos para o marido, buscando o consentimento, Kunti, a mãe de Devaky, falou.

- Hoje , então , iremos ao encontro com Devaky ? respondeu Prahlada, o pai de Devaky.


Ao cair da tarde, os pais de Devaky se juntaram aos outros discípulos que se encontravam sentados ao redor de Sidharta, que junto à fonte se achava em profunda meditação.

Em silêncio , todos aguardavam que Gautama abrisse os olhos e continuasse as instruções.

A chuva havia passado e a tarde apresentava-se fresca e agradável. Um intenso perfume de lírios balsamizava a atmosfera. Era comum este fenômeno acontecer: perfume de flores se irradiando do excelso Instrutor.

- Derramo minha paz sobre todos ? com estas palavras, Buda iniciou sua instrução ? Hoje vamos discorrer sobre o quinto passo para alcançar a felicidade: Reto Meio de Subsistência. É aquele que não prejudica nenhum ser vivente.

Aquele que se propõe alcançar a felicidade rompendo os vínculos com a dor e limitações da vida comum, tem o dever, perante si mesmo, de alcançar um padrão de vida condizente com sua aspiração espiritual. Profissões que estão em sintonia com as almas mais jovens, não podem ser escolhidas por quem já sabe da importância de se respeitar a vida. O abate de animais para suprir o alimento dos que ainda estão dando os primeiros passos na senda evolutiva, é totalmente proibido para os que já compreendem que o homem, por ser mais evoluído, tem o dever de proteger seus irmãos mais novos na evolução, como é o caso do reino animal.

- 0 comerciante que precisa vender seu produto mais caro do que o adquiriu, incorre na negação deste passo? ? perguntou Shanda.

- Em absoluto, se o lucro que haure para poder dar continuidade a seu negócio é razoável e se não ilude o comprador, oferecendo um produto com uma qualidade inferior ao que anuncia, ou adulterando o peso com finalidade de aumentar ilicitamente seu lucro ? respondeu Gautama.

Em todas as atividades, os profissionais devem proceder em relação às pessoas, que neles aplicam sua confiança, do mesmo modo que gostariam que com eles procedessem. Seguindo este preceito, não se corre o risco de infringir o quinto passo que os conduzirá à libertação da tristeza que ainda predomina neste planeta ? concluiu o Bhagavam.


Perguntas Respondidas