Em Busca da Verdade    (Suicídio - Uma idéia que não vale a pena)
Prevenindo o Suicídio
por Gustavo Martins

Não existe beneficio ao se suicidar, nada de positivo é alcançado.

Sua dor não diminuirá, ao contrário, aumentará.

Não dormirás, ao contrário, viverá sem descanso, sentindo frio e dor, totalmente desequilibrado no plano astral. Parecerá uma eternidade, mas deverá esperar os dias que ainda deveriam ser vividos até a desencarnação.

Não esquecerá as dores e dificuldades da vida, além dela será acrescido o remorso e a cíclica repassagem do ato que fulminou com o suicídio.

Ninguém te considerará herói ou compreenderá seu ato, ao contrário, é possível que os filhos que esperavam amor se voltem contra você, não perdoando o abandono.

Desista da idéia suicida e lute com todas forças para vencê-la, Deus te ajudará sempre e os espíritos amigos abençoarão o seu caminho.

Copiamos abaixo um maravilhoso texto do querido irmão Emmanuel, um hino a valorização da vida e o roteiro necessário a vencer o movimento suicida que por ventura possa estar vencendo as suas resistências.

Quando a idéia de suicídio, porventura, te assome à cabeça, reflete, antes de tudo, na Infinita Bondade de Deus, que te instalou na residência planetária, solidamente estruturada, a fim de sustentar-te as segurança no Espaço Cósmico.
Em seguida, ora, pedindo socorro aos Mensageiros da Providencia Divina.
Medita no amor e na necessidade daqueles corações que te usufruem a convivência. Ainda que não lhes conheças, de todos, o afeto que te consagram e embora a impossibilidade em que te reconheces para medir quanto vales para cada um deles, é razoável ponderes quantas lesões de ordem mental lhes causarias com a violência praticada contra ti mesmo.
Se a idéia perniciosa continua a torturar-te, mesmo que te sintas doente, refugia-te no trabalho possível, em que te mostres útil aos que te cercam.
Visita um hospital, onde consigas avaliar as vantagens de que dispões, em confronto com o grande número de companheiros portadores de moléstias irreversíveis.
Vai pessoalmente ao encontro de algum instituo beneficente, a que se recolhem irmãos necessitados de apoio total, para os quais alguns momentos de diálogo amigo se transformam em preciosa medicação.
Lembra-te de alguém que saibas em penúria e busca avistar-te com esse alguém, procurando aliviar-lhe a carga de aflição.
Comparece espontaneamente aos contatos com amigos reeducandos que se encontrem internados em presídios do teu conhecimento, de maneira a prestares a esse ou aquele algum pequenino favor.
Não desprezes a leitura de alguma página esclarecedora, capaz de renovar-te os pensamentos.
Entrega-te ao serviço do bem ao próximo, qualquer que ele seja e faze empenho em esquecer-te, porque a voluntária destruição de tuas possibilidades físicas, não só representa um ato de desconsideração para com as bênçãos que te enriquecem a vida, como também será o teu recolhimento compulsório à intimidade de ti mesmo, no qual, por tempo indefinível, permanecerás no envolvimento de tuas próprias perturbações.

Emmanuel – Psicografia – Francisco Candido Xavier – Pronto Socorro

 

Se te sentes tentado ao suicídio, ora a Deus e busca a presença de um amigo com que possas conversas.
Quase todos os homens experimentam semelhante estado emocional, notadamente quando o sofrimento, em suas múltiplas nuanças, lhes subtrai a alegria de viver.
Se a tempestade das provações desaba sobre a tua vida, não desespere.
Breve, o Sol voltará a brilhar no horizonte de tuas esperanças.
Suporta corajosamente a dor que te acicata a alma, recordando que Deus, nosso Pai de Infinita Misericórdia, a ninguém desampara.
Se te encontras angustiado, pensa naqueles que estão lutando em silêncio por um mundo melhor e junta-te a eles, consagrando os teus dias a uma causa nobre.
Não acredites que nada possas realizar na seara do bem.
Cede as tuas mãos ao Senhor e Ele, por tí, fará maravilhas.
Esquece a idéia da morte e vive para os que te amam.
O sacrifício pessoal é uma estrada de beleza indefinível...
Amanhã, quando alcançares a Grande Renovação, agradecerás a cruz que te possibilitou compreender e abençoar a vida.

Livro: TENDE BOM ÂNIMO
Francisco Cândido Xavier - Carlos A Baccelli - Autores Diversos – Irmão José


Perguntas Respondidas