Páginas de Luz    (Mestres da Humanidade)
BAHA?U?LLÁH
por Narcí Castro de Souza

Nasceu em 12 de novembro de 1817 em Teerã, capital da Pérsia (Irã).

"BAHA?U?LLÁH" significa A Glória de Deus.

Durante os primeiros trinta anos de sua vida, BAHA?U?LLÁH foi conhecido por MIRZÁ HUSSAYN-ALI.

Sua família era rica e de alta posição social na Pérsia. Quando criança não necessitou ir à escola. Era muito sábio. Pessoas instruídas e idosas procuravam-no para consultas.

Não se interessava pelos bens comuns que interessam normalmente aos jovens ricos. Usava o dinheiro para ajudar aos necessitados. Foi convidado para assumir o cargo de seu pai ? ser ministro do XÁ ou Rei da Pérsia. Rejeitou, pois só se interessava pelas coisas espirituais.

O governo e o clero maometano tentaram destruir o movimento iniciado pelo precursor de BAHA?U?LLAH, chamado de BÁB, que originou a Fé BABÍ, seguida por BAHA?U?LLÁH. Perseguiram e mataram muitos de seus membros, e BAHA?U?LLAH foi o único instrutor dessa doutrina que não foi martirizado, embora tenha sido feito prisioneiro num horrível e fétido calabouço subterrâneo em Teerã. Foi acorrentado junto com outros seguidores com correntes em torno de seus pescoços. Cada dia um era levado para fora e morto. Só BAHA?U?LLAH foi salvo daquela desumana prisão.

No cárcere, BAHA? U?LLÁH fez contato com sua parte divina e soube de sua missão na Terra. Após quatro meses, foi libertado e seguiu para o Iraque com sua família e alguns seguidores.

A partir de então, iniciou suas pregações, revelando-se um Enviado das esferas superiores.

Foi ainda perseguido e preso algumas vezes, faleceu em Bahjí no dia 28 de maio de 1892, aos 75 anos.

Alguns preceitos de BAHA? U?LLAH:

? Igualdade entre os sexos:
"A humanidade é como um pássaro cujas asas representam o homem e a mulher. A não ser que as asas sejam igualmente fortes, o pássaro da humanidade não poderá voar bem."

? Sobre as religiões:
"Não pode haver nenhuma dúvida de que os povos do mundo, de qualquer raça ou religião, recebam sua inspiração de apenas uma Fonte Divina e sejam os súditos de um único Deus. As diferenças entre as ordens religiosas sob as quais escrevem devem ser atribuídas às exigências e aos imperativos da época na qual foram reveladas. Todas as religiões foram mandadas a nós por Deus e são um reflexo de Sua Vontade e Propósito. Aquilo que o Senhor ordenou como o soberano remédio e o mais poderoso instrumento para a cura de todos no mundo é a união de todos os seus povos em uma Causa Universal, em uma Fé comum."


Perguntas Respondidas