Em Busca da Verdade    (Estudando)
O Duplo Etérico - Parte II
por Gustavo Martins

|Introdução | Plano Físico e Subplanos | Função do Duplo Etérico | Separação | Chakras |
| As Energias que Penetram pelos Chakras | Tela Atômica | Referências Bibliográficas |


6. As energias que penetram no corpo pelos chakras - 7. Tela Etérica ou Atômica
Em continuação ao artigo anterior, analisaremos os pontos relacionados acima.


6. As energias que penetram no corpo pelos chakras

Os chakras recebem três energias emanadas do Sol: Fohat, Prana e Kundalini.

Sob o nome de Fohat estão incluídas todas as energias físicas, como a eletricidade, o magnetismo, a luz, o calor, o som, a afinidade química, etc.

Prâna ou Vitalidade é o nome dado pelos hindus à energia radiante do sol, que vitaliza tudo o que vive, através da fotossíntese e da respiração. É extraído pelo chakra esplênico, e transformado em energia física e distribuído ao organismo pelo baço.

O Kundalini, junto com o Fohat é responsável pela atividade dos chakras e por manter as correntes prânicas que vitalizam o corpo.

Fohat, Prana e Kundalini são de natureza setenal, isto é, possuem sete graus de vibração. Elas são responsáveis pela vida nos sete planos conhecidos (para mais detalhes consultar o item "Os planos da Vida", artigo "O plano astral").

A energia primária Fohat precipita-se, perpendicularmente no centro do chakra. Do centro do chakra a força se irradia, então, perpendicularmente, à sua origem (primitiva direção), isto é, no plano da superfície do duplo etérico, em linha reta e em numerosas direções, semelhantes a raios de roda. Essas irradiações que partem dos vértices dos chakras, dividindo-se em pás, dão origem a vibrações secundárias que giram ao redor dos chakras, passando por cima e por baixo dos raios, assim como o vime que constitui o fundo de um cesto circular passa alternativamente por cima e por baixo das varetas que se irradiam do centro.



6.1 Kundalini

Como já foi dito antes o Kundalini é uma das energias irradiadas pelo Sol.

Ela em sua forma inicial não está apta a ser assimilada pelo ser humano. Existem seres angélicos responsáveis pela transformação dessa energia, que então é absorvida pela terra, e lá transformada para ser utilizada pelo homem, animais e vegetais.

O chakra básico é responsável por armazenar esta energia em sete camadas concêntricas.

Somente as camadas mais externas já foram desenvolvidas pelo homem comum, as outras camadas estão em estado latente, aguardando a ascensão espiritual do espírito, para transformar o homem comum em um Anjo, pleno dos poderes espirituais.

A função básica das camadas mais externas do Kundalini é a sustentação da vida. Ela percorre a coluna vertebral etérica, fluindo pelos pedúnculos que ligam os Chakras, formando juntamente com o Fohat, que pela boca do mesmo penetra, o fluído energético que conduz, através de sua corrente o Prana.

O funcionamento das camadas mais internas, que como já dissemos ainda não foi desenvolvido pelo homem comum, é diferente. Elas percorrem o mesmo caminho, porém ativam os Chakras de tal maneira que conferem ao espírito a consciência completa do centro de força correspondente no corpo astral.

Conhecemos essa "consciência" como mediunidade natural, já que pela própria evolução do espírito ele tem contato com os planos mais sutis. Como veremos em artigos futuros, a mediunidade de prova exige a interferência de espíritos, além de modificações no duplo etérico realizadas pelos técnicos responsáveis pela reencarnação do médium.

Existem exercícios que podem despertar as camadas mais internas do Kundalini, contudo, desaconselhamos veementemente qualquer um a realizar tais exercícios. As conseqüências do despertar prematuro do Kundalini são catastróficas para a evolução do espírito.

Acredito que a melhor explicação sobre o perigo do desenvolvimento prematuro do Kundalini foi dada por C. W. Leadbeater no livro Os Chakras:

"No homem comum, o Kundalini está latente no chakra fundamental, sem que em toda a sua vida terrena ele note ou lhe suspeite a presença. E muito melhor é que permaneça assim latente até que o homem tenha feito definidos progressos morais, com vontade bastante forte para dominá-lo e pensamentos suficientemente puros para arrostar sem dano sua atualização. Ninguém deve tentar manejá-lo sem instruções concretas de um conhecedor do assunto, pois são muito graves e terríveis os perigos que envolvem, alguns deles puramente físicos, de modo que sua atuação indisciplinada ocasionará agudíssimas dores com o dilaceramento dos tecidos, podendo mesmo provocar a morte do incauto. Contudo, este último é o dano mais leve, porque pode, além disso, acarretar perduráveis transtornos aos veículos superiores ao físico.

Uma das mais freqüentes conseqüências de ativar prematuramente o fogo serpentino é o de fluir para baixo do corpo em vez de subir, e o de excitar as mais torpes paixões, intensificando-as até o ponto de ser impossível ao homem dominá-las ou sequer resisti-las, porque atualizou uma energia ante a qual está tão perdido como um nadador nas mandíbulas de um tubarão.

Tais indivíduos convertem-se em sátiros, em monstros de depravação, porque estão nas garras de uma energia muito superior à ordinária resistência do homem. Provavelmente adquirão certas faculdades psíquicas, mas de tal natureza que ficarão em contato com uma ordem inferior de evolução com a qual não deve se relacionar a Humanidade, e para se livrarem de semelhante escravidão poderão necessitar de mais de uma encarnação no mundo terreno."

Para finalizar as advertências basta dizer que se espiritualizar não é necessariamente despertar os chakras. Existem muitos que se dizem "Mestres" e que se habilitam a ensinar o despertar do Kundalini, CUIDADO!! Desenvolver o Kundalini não necessariamente o fará evoluir espiritualmente. Uma vida devotada ao amor ao próximo, ao perdão e a caridade é sem dúvida uma vida de grande crescimento espiritual.

Cuidado também com livros que falam sobre o despertar do Kundalini. Se já é perigoso com um Mestre, então imagine seguir exercícios de livros sozinho. CUIDADO!! Porque aquele que despertar prematuramente as energias do Kundalini será responsável por todo mau uso que fizer desse energia, que só deve ser utilizada em favor da humanidade. Não arrisque, achando que você é capaz de controlá-la.


6.2 Glóbulo da Vitalidade. Prana.

O prana que emana do sol penetra em alguns dos átomos físicos pertencentes aos subplanos superiores (atômico e subatômico). Essa força prânica penetra no átomo e o dota de uma força de atração sêxtupla, atraindo seis outros átomos (figura abaixo).

Após atrair os átomos o prana se decompõe em suas sete modalidades, atraída, cada uma por um dos átomos agregados.

O primeiro átomo recebe a cor rosa e os outros recebem as cores violeta, azul, verde, amarelo, alaranjado e vermelho, respectivamente.



6.3 Absorção do Glóbulo de Vitalidade. Corrente Prânica

Quando o glóbulo de vitalidade cintila na atmosfera, é de brilho quase incolor, e refulge com luz branca ou ligeiramente dourada. Mas quando entra no vórtice do chakra esplênico, se decompõe e quebra em raios de diversas cores.

O átomo rosa passa pelo centro do vórtice, enquanto os outros átomos são recolhidos pelas pétalas do Chakra e distribuídas pelo duplo etérico, formando assim as Correntes Prânicas, responsáveis por levar a vitalidade ao corpo.

A figura abaixo mostra a direção das correntes prânicas (cada chakra será abordado mais profundamente em artigos futuros).




- Corrente Violeta-Azulada - Dirige-se para a garganta, onde parece separar-se, de modo que o azul-pálido passa pelo chakra laríngeo e o aviva, enquanto que o violeta e o azul-escuro prosseguem para o cérebro, em cujas partes inferior e central fica o azul-escuro, seguindo o violeta até a parte superior para vigorizar o chakra coronário.

- Corrente Amarela - Dirige-se para o coração e, depois de efetuada ali a sua obra, uma porção passa para o cérebro e o satura, difundindo-se pelos doze raios do centro do chakra coronário.

- Corrente Verde - Este raio inunda o abdômen, e conquanto se centralize principalmente no plexo solar, vivifica o fígado, os rins, os intestinos e todo o aparelho digestivo em geral.

- Corrente Rosa - Este raio circula por todo o corpo ao longo dos nervos e é evidentemente a vitalidade do sistema nervoso; um indivíduo pode infundi-la a outro que a tenha deficiente. Se os nervos não recebessem esta vitalidade rosada, seriam impressionáveis até a irritação, e assim é que quando não a recebe suficientemente.
Um indivíduo de boa saúde absorve e adapta muito mais vitalidade do que a necessária para o seu corpo, por isso está continuamente irradiando uma torrente de átomos rosados, de modo que inconscientemente infunde vigor nas pessoas fracas mais próximas, sem que isso diminua sua vitalidade. E também por um esforço de sua vontade pode acumular a energia restante e infundi-la deliberadamente em quem deseja auxiliar.

- Corrente Vermelha, Alaranjada e Violeta - Penetra pelo chakra fundamental, donde vai para os órgãos genitais, com os quais está intimamente relacionada uma parte de seu funcionamento. Este raio não só contém as cores alaranjada e vermelha, mas também algo de purpúreo intenso.
No indivíduo normal este raio aviva os desejos carnais, e parece que também penetra no sangue e ajuda a manter o calor do corpo.
Nos espíritos sublimados pelo amor, que já se libertaram dos incentivos de natureza inferior, esses raios seguem para o cérebro, onde as três cores se transformam:
. o alaranjado se transforma em amarelo puro, intensificando as faculdades intelectuais;
. o vermelho-escuro se transforma em vermelho-vivo, que aumenta poderosamente o amor não egoísta; e,
. o purpúreo intenso se transforma em um violeta-pálido, que aviva a parte espiritual da natureza humana.

6.4 A Aura da saúde

A medida que efetuam a sua obra, as correntes de átomos vão descarregando a vitalidade neles contida, tal como se descarrega a energia de um acumulador elétrico.
Finalmente deixam o corpo através dos poros e excreções.

No homem de saúde vigorosa a quantidade de partículas impregnadas pelo Prana é superior às suas necessidades. As partículas não utilizadas são expulsas do corpo em todas as direções, formando junto com os átomos que foram esvaziados do Prana a "aura da saúde".

A aura da saúde, quando vigorosa, tem também a finalidade de proteger o corpo contra a invasão de agentes causadores de doenças.


7. Tela Etérica ou Atômica

Os Chakras etéricos e seus respectivos Centros de Força astral estão em íntima correspondência; mas entre eles e interpenetrando-os, há uma cobertura ou tela de contextura compacta.

A vida divina que normalmente desce do corpo astral para o físico, está sintonizada de modo a passar pela tela com toda a facilidade, mas essa tela constitui uma barreira intransponível para as demais modalidades de energia que não podem utilizar a matéria atômica dos planos físicos e astral, e assim é ela o instrumento natural para impedir a prematura comunicação entre os planos, o que seria irremediavelmente prejudicial.

Sem essa tela de proteção o homem estaria sujeito a se sintonizar com qualquer tipo de interferência externa. Qualquer espécie de vibração do astral invadiria a consciência física e qualquer entidade do astral inferior poderia entrar em contato, tornando assim o homem um alvo fácil para obsessão.

A tela pode ser lesada por choques físicos ou emocionais, ira, álcool, narcóticos, prestar-se a práticas psíquicas.

Em alguns casos os trabalhos de magia negra conseguem algum resultado quando buscam lesar a tela etérica do endereço vibratório (vítima). Contudo, a vítima deve dar alguma brecha para que isso ocorra, ou seja, algum tipo de karma negativo relativo a uma vida pregressa, onde utilizou vibrações do astral inferior para prejudicar o próximo. Na maior parte das vezes ele foi um mago negro em uma vida anterior.

Qualquer lesão nessa tela é extremamente prejudicial, tendo como conseqüências alucinações, obsessões e alienação mental.

A consciência do homem comum não pode ainda usar matéria atômica pura, tanto física como astral, por isso o contacto consciente entre esses Planos não se dá.

À medida que o ser se purifica e capacita-se para atuar na matéria de níveis superiores, incluindo a atômica, coloca-se assim apto a transportar sua consciência diretamente de um plano para outro.


Referências Bibliográficas

Projetando Luz - Um Guia de Aprendizado Espiritual - Narci Castro de Souza

Medicina da Alma - Robson Pinheiro - pelo Espírito Joseph Gleber

Duplo Etérico - Major Arthur E. Powell

Os Chakras - C.W. Leadbeater

Os Homens e seus corpos - Annie Besant

Técnicas da Mediunidade - Carlos Torres Pastorino

Entre o Céu e a Terra - Francisco Cândido Xavier - pelo Espírito André Luiz

Nos Domínios da Mediunidade - Francisco Cândido Xavier - pelo Espírito André Luiz

Mediunidade e Médiuns - Narci Castro de Souza


Perguntas Respondidas
Assunto: Pulsação no chacra frontal Data : 25/09/2010
Pergunta:

Queridos amigos da Luz, a uns cinco anos que sinto pulsações como se fossem batimentos do coração na testa. As vezes fico com ligeiras dores de cabeça, mas só ligeiras. Fiz muitos exemes médicos, mas nada de diagnóstico. Depois fui estudando vários livros e descobri que se trata do chacra frontal. Eu gostaria de saber com sinceridade e de forma detalhada, porquê sinto isso, e o que posso fazer.

Muito Obrigada.

Beatriz Vidal

Resposta:

Não sei exatamente como explicar o fenômeno, suas causas ou necessidades, mas com certeza existe a necessidade de harmonização, pois dores são geradas com o fenômeno.

Inicie a frequencia a um centro espírita sério, assista a palestras, receba passes, beba água fluidificada e participe do tratamento de cura, caso exista.

O estudo e a frequencia a uma casa espírita poderão ajudá-la e caso exista alguma necessidade especial os espíritos amigos de alguma forma se aproximarão para intuí-la ou informá-la (através de médiuns da casa).